Neste dia: Imperatriz Catarina subia ao poder após golpe de Estado de 1762

Coroação de Catarina, a Grande

Coroação de Catarina, a Grande

Museu Hermitage
Catarina ficou conhecida como uma das maiores reformistas da Rússia.

Imperatriz da Rússia de 1762 a 1796, Catarina, a Grande foi a mulher que mais tempo governou o país e foi uma das líderes mais conhecidas. Sob seu comando, a Rússia passou por uma grande revitalização, sendo reconhecida como uma das nações mais poderosas da Europa.

Após a morte da imperatriz Isabel, em janeiro de 1762, Pedro 3º subiu ao trono e Catarina tornou-se imperatriz consorte. Em julho do mesmo ano, seis meses após tornar-se imperador, Pedro 3º viajou para Oranienbaum, deixando sua esposa em São Petersburgo. No dia 8 de julho, Catarina, a Grande, foi informada de que um de seus aliados havia sido preso por seu marido. No dia seguinte, Catarina deixou o palácio e partiu em direção ao regimento de Izmáilovski, onde pediu que os soldados a protegessem de seu marido.

Catarina então partiu com os soldados para o alojamento militar de Semiônovski, onde um sacerdote aguardava para ordená-la como a única herdeira do trono russo. Pedro 3º foi preso e forçado a assinar um documento abdicando do trono. Ele morreu oito dias após o golpe de estado.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.