‘Quadrado Negro’ esconde outras duas imagens, revelam pesquisadoras

Obra de Malevitch é símbolo precursor do vanguardismo russo

Obra de Malevitch é símbolo precursor do vanguardismo russo

TASS
Além das pinturas ocultadas sobre tela, autoras do estudo conseguiram decifrar inscrição existente na obra de Malevitch.

Investigações recentes revelaram duas imagens coloridas ocultadas sob a tela “Quadrado Negro”, do pintor russo Kazimir Malevitch, informou a Galeria Tretiakov, em Moscou, onde a obra é mantida.

“Sabia-se que sob a imagem do ‘Quadrado Negro’ existia outra subjacente. Mas descobrimos que há duas dessas imagens, e não apenas uma”, disse Ekaterina Vorônina, colaboradora do departamento de perícia científica da galeria, durante um evento internacional sobre os 100 anos da tela.

“Provamos também que a imagem original é uma composição cubofuturista, e a que está diretamente sob o ‘Quadrado Negro’, e cuja cor é visível no craquelê, é uma composição protossuprematista”, acrescentou, referindo-se ao suprematismo russo da década de 1910.

Foto: tvkultura.ru

Os contornos de outra pintura de Malevitch tornam-se perceptíveis quando a obra é exposta a raios-X. Através de um microscópio também é possível enxergar outra camada de tinta pelo craquelê – isto é, as ‘rachaduras’ na superfície do “Quadrado Negro”.

Vorônina, que trabalhou em parceria com Irina Rustámova e Irina Vakar, também colaboradoras da Tretiakov, conseguiu ainda decifrar a maior parte da inscrição existente na obra e garante que foi feita pelo próprio pintor.

Segundo as autoras do estudo, a frase inteira soa como “Batalha de Negros na Caverna Escura”. A pintura de Malevitch poderia, assim, ser considerada como um diálogo à distância com o autor de “Batalha de Negros em uma Caverna Escura Tarde da Noite” (1882), o escritor e humorista francês Alphonse Allais.

Com material da tvkultura.r

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.