7 filmes russos para aproveitar o fim de semana no Netflix

"Leviatã" (2014) foi indicado ao Oscar e recebeu diversos outros prêmios ao redor do mundo.

"Leviatã" (2014) foi indicado ao Oscar e recebeu diversos outros prêmios ao redor do mundo.

RIA Nôvosti
Lista da Netflix é minúscula, mas tem algumas joias, como “Leviatã” (2014).

A Netflix anunciou, ainda em novembro, a compra de seu primeiro seriado russo, o “Silver Spoon”. Enquanto os episódios ainda não estão disponíveis para o público de língua portuguesa pelo menos, selecionamos algumas joias já acessíveis entre produções russas e de temática relacionada ao país. A seleção, porém, é ínfima: parece que a Netflix não despertou para as maravilhas da produção televisiva e cinematográfica russa (e nem para aquelas baseadas em obras de gênios da literatura russa). 

1.“Happy People: A Year in the Taiga” (2010)

"Happy People" é uma produção alemã, mas se passa na Sibéria. Fonte: kinopoisk.ru"Happy People" é uma produção alemã, mas se passa na Sibéria. Fonte: kinopoisk.ru

Com a serena voz de Werner Herzog embalando imagens impressionantes da Sibéria, este documentário segue durante um ano alguns caçadores solitários que vivem à beira do rio Ienissêi, enquanto conta um pouco da história da região e de seu desenvolvimento até a atualidade, passando pela designação de terras da era soviética e as corruptas campanhas políticas da atualidade – que até relembram o Brasil, com candidatos distribuindo sacos de grãos e dando uma palhinha de suas vozes em shows para a comunidade. 

2.“Leviatã” (2014)

"Leviatã" foi indicado ao Oscar e recebeu inúmeros outros prêmios / Foto: RIA Nôvosti"Leviatã" foi indicado ao Oscar e recebeu inúmeros outros prêmios / Foto: RIA Nôvosti

A produção de 2014 já se tornou um clássico por revelar a Rússia como ela é, nos grandes centros e em seus rincões. Nesse sentido, a ficção Andrêi Zviâguintsev, apesar de se passar em cenário bem diverso do documentário de Herzog, dialoga muito com esse – a ponto de percebermos que, mesmo a milhares de quilômetros de distância, só pode se tratar de uma mesma cultura. Para quem já perdeu nos cinemas, é correr para ver, considerando-se que a lista de russos do Netflix é tão enxuta que chega a dar medo de sair do ar.

3. “Under the Sun”(2015)

Vitáli Mânski revela os bastidores da propaganda norte-coreana / Foto: Aleksandra IvânovaVitáli Mânski revela os bastidores da propaganda norte-coreana / Foto: Aleksandra Ivânova

A produção de Vitáli Mânski ganhou menção honrosa no festival brasileiro de documentários “É Tudo Verdade” de 2016 retratando uma Coreia do Norte desconhecida das câmeras. Mânski conseguiu que o governo norte-coreano lhe concedesse acesso aos bastidores da propaganda nacional, mas o que os propagandistas não esperavam era que ele estivesse gravando antes da “ação” e depois do “corta” também. O resultado da edição é impressionante. A única dúvida que fica é sobre o destino dos pobres atores da propaganda coreana após a revelação do russo.

4. "City 40" (2016)

"City 40" segue uma dona de casa de uma cidade fechada da Rússia / Foto: kinopoisk.ru"City 40" segue uma dona de casa de uma cidade fechada da Rússia / Foto: kinopoisk.ru

Coprodução russo-americana, este documentário segue uma dona de casa que vive em uma das chamadas “cidades fechadas” da Rússia, no maior clima de espionagem. 

5.“To Russia With Love” (2014)

Produzido para a TV, este documentário de produção russo-americana mostra como a comunidade de atletas LGBT reagiu à aprovação da chamada “lei antigay” na Rússia à beira dos Jogos Olímpicos de Inverno em Sôtchi, em janeiro de 2014.

6.“III” (2015)Ficção científica russo-germânica conta história de irmãs com poderes paranormais / Foto: kinopoisk.ruFicção científica russo-germânica conta história de irmãs com poderes paranormais / Foto: kinopoisk.ruCoprodução russo-alemã, a ficção mostra uma cidadezinha europeia que é atingida por uma doença desconhecida que mata muitos de seus habitantes. Mas duas irmãs Aia e Mirra com poderes além do normal podem resolver a situação.

7.     "Masha e o Urso" (2009-)

Antes mesmo de estrear na TV, seriado já era sucesso na internet. Foto: Press.photoAntes mesmo de estrear na TV, seriado já era sucesso na internet. Foto: Press.photo

Baseada em história oral russa de mesmo título, a série de animações "Masha e o Urso" foi criada em 2009 e faz sucesso no Brasil pelo menos desde 2015, quando estreou na TV do país. O foco do seriado são as aventuras de uma menininha chamada Masha e o paternal urso que sempre a protege dos maiores desastres.

Sucesso mundial, o desenho recebeu o Kidscreen Awards em 2015, considerado o “Oscar do desenho animado”. 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.