Gigantes da literatura russa em 40 segundos (de vídeo!)

Se você nunca soube qual o balangandã dos russos, os ingleses resumiram em uma série de animações curtíssimas.

Um grupo de estudantes da Kingston University, na Inglaterra, produziu uma série de animações para homenagear os clássicos da literatura russa.

As criações se deram a convite da editora Vintage Classics, que organizou uma competição entre os jovens animadores para o lançamento de suas reedições de Dostoiévski, Bulgákov e outros gigantes na celebração dos 100 anos da Revolução Russa.

A ideia era que as animações “casassem” umas com as outras, ou seja, tivessem uma identidade visual única que também combinasse com as capas das novas edições de “Crime e Castigo”, “O mestre e a margarida”, “Vida e Destino” etc. Tudo em filmes de apenas 40 segudos cada.

Os três primeiros colocados na competição, que foram todos para produções que homenageavam obras do período soviético, receberam prêmios em dinheiro da editora.

Todos os trabalhos foram publicados no site da editora. Este é o terceiro ano de colaboração entre a Kingston University e a Vintage Classics.

"Doutor Jivago"

Fonte: YouTube/Vintage Books

O primeiro prêmio foi para o filme de Flora Caulton e sua equipe, com o mote de “Doutor Jivago”, de Borís Pasternak (1890-1960). Flora e seus companheiros levaram mil libras pela criação.

"Vida e Destino"

Katy Wang e sua equipe ficaram com o segundo lugar (e 500 libras) pela animação baseada em “Vida e Destino”, de Vassíli Grossman (1905-1964).

"O mestre e a margarida"

Fonte: YouTube/Vintage Books

A animação de Maria Morris para “O mestre e a Margarida”, de Mikhail Bulgakov (1891-1940), ocupou o terceiro lugar no pódio e sua autora e equipe levaram 250 libras de prêmio para casa.  

"Crime e Castigo"

Fonte: YouTube/Vintage Books

A estudante Anna Tökés e sua equipe levaram uma menção honrosa pela produção em homenagem a “Crime e Castigo”, de Fiódor Dostoiévski.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.