Atriz russa Irina Báeva faz sucesso nas novelas mexicanas

Jovem conquistou o público na novela “Vino el Amor”

Jovem conquistou o público na novela “Vino el Amor”

Instagram
Aos 18 anos, ela decidiu abandonar o curso de jornalismo em Moscou e partir para o México, onde estudou atuação. Aprendeu espanhol e, em pouco tempo, sua carreira alçou voo, tornando-se protagonista da série mais assistida nos Estados Unidos no ano passado.

Natural de Moscou, a atriz e modelo Irina Báeva estudava jornalismo quando, aos 18 anos, resolveu dar um giro radical em sua vida. Deixou a capital russa para viajar ao México. Ao chegar lá, começou a estudar no Centro de Educação Artística da Televisa.

“Desde pequena, eu gostava de atuar. Via novelas russas e da América Latina e filmes, e sempre me interessava pelos bastidores e pelo que ocorria atrás das câmeras. Quis estudar atuação na Rússia, mas meus pais me sugeriram estudar outra carreira ‘mais séria’. Por isso fui estudar jornalismo. Quando surgiu a possibilidade de estudar atuação no México, não pensei duas vezes”, conta Irina em uma entrevista a veículos mexicanos. “Foi um pressentimento, como dizem aqui. Uma das melhores decisões de minha vida. Em nenhum momento, me arrependi”, comenta a atriz.

 

When nothing is sure, everything is possible ?✨✨??

Фото опубликовано Irina Baeva (@irinabaeva)

Em 2015, a moscovita iniciou sua carreira artística no México e, em um ano, alcançou o sucesso internacional. Seu primeiro papel foi o de Katia, em “Muchacha italiana viene a casarse” (Garota italiana vem se casar, em tradução livre), depois encarnou Daniela em “Pasión y Poder” (Paixão e Poder, em tradução livre) até chegar ao papel da protagonista em “Vino el Amor” (O amor chegou, em tradução livre), que se tornou a novela mais assistida nos Estados Unidos no ano passado.

Aprender espanhol assistindo às novelas

A atriz confessa que uma das maiores dificuldades que teve de enfrentar chegando no México foi o idioma. Irina começou a aprender espanhol na Rússia. Novelas mexicanas como “Rebelde” e “Teresa” lhe ajudaram muito. A jovem moscovita passava horas colada na tela e repetindo frases dos protagonistas. Além disso, teve que dedicar tempo à gramática espanhola. O mais difícil, reconhece a atriz, foi alcançar o acento mexicano. “Foi a parte mais complicada, que me exigiu cerca de três anos e muita paciência”, comenta Irina.

Sente que domina o idioma com perfeição? “Ás vezes eu tropeço, mas sorrio e volto a repetir”, conta a atriz. “No início das gravações, me sentia muito nervosa, mas agora já estou muito tranquila e relaxada. Tento me soltar, não ficar tensa, nem me preocupar em como saem as palavras, e acho que funcionou”, diz.

O último papel que ela interpretou, e que lhe deu reconhecimento internacional, é o de Luciana em “Vino el Amor”. A atriz afirma que se sente cômoda com este personagem e que, inclusive, se reconhece nela: “Eu gosto do fato de me identificar muito com essa personagem, sobretudo porque ela luta pelas coisas que quer e é muito perseverante, e eu gosto porque ela foi sincera e honesta, e não tem medo de expressar o que sente e nem de dizer as coisas”, comenta Irina em uma entrevista a veículos mexicanos.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.