Cineasta russo Iliá Naichuller é elogiado por filme de estreia

Videoclipe com imagens de game no Youtube alçou Naichuller à fama

Videoclipe com imagens de game no Youtube alçou Naichuller à fama

Press photo
Sem data de lançamento no Brasil, “Hardcore Henry” foi destaque do Festival de Toronto.

Há três anos, o aspirante a diretor de cinema Iliá Naichuller tocava indie rock na desconhecida banda Biting Elbows. Tudo mudou quando, em 2013, Naichuller resolveu produzir um videoclipe para a canção “Bad Motherfucker”, no estilo de um violento jogo de tiroteio para computador. O clipe se tornou um hit do YouTube: em 10 dias, teve 10 milhões de visualizações, e hoje já acumula 33 milhões de acessos.

Entre as pessoas que assistiram ao vídeo estava o famoso cineasta e produtor russo Timur Bekmambetov, que telefonou para Naichuller e propôs fazerem um longa-metragem no estilo do videoclipe. No ano seguinte tinha início a produção de “Hardcore Henry”, que no Brasil recebeu o nome de “Hardcore - Missão Extrema”. O thriller foi filmado em Moscou e tem no elenco Sharlto Copley, Tim Roth e Danila Kozlovski. Narrado em primeira pessoa pelo protagonista, o filme impressiona por suas cenas de ação e violência.

Com um orçamento total de apenas US$ 2 milhões, o filme recebeu um investimento de US$ 20 milhões de seu distribuidor norte-americano, que está apostando alto no lançamento do longa nos Estados Unidos. Antes da estreia mundial, Illiá Naichuller conversou com a Gazeta Russa.

Iliá Naichuller Foto: Press photoNaichuller: "Não sabíamos como os espectadores reagiriam a tanta adrenalina" Foto: Press photo

O filme se tornou o primeiro projeto russo que será visto nas telas de cinema por um público de dezenas de países. Você tinha planejado isso desde o começo?

Sim. Foi exatamente por isso que, logo de início, Timur Bekmambetov e eu resolvemos que o filme seria produzido em inglês.

A participação no Festival de Toronto foi muito importante para o filme, que foi exibido na categoria de estreia mundial. Você ficou observando a reação dos espectadores nas primeiras exibições?

É claro! Porque nós mesmos não sabíamos como os espectadores reagiriam à torrente de adrenalina que é derramada sobre eles desde os primeiros minutos. Caro que tínhamos uma ideia de que havíamos produzido algo realmente bom. Mas, na história do cinema, quantas dessas produções realmente boas não acabam sendo subvalorizadas pelo público?

Mesmo com todo o alcance Internacional de “Hardcore Henry”, ele continua sendo um filme nitidamente moscovita no que diz respeito à escolha dos locais. Toda a ação se desenvolve na capital russa contemporânea, cujas paisagens estão extraordinariamente bem inseridas no estilo desse thriller cyberpunk.

E como será o seu próximo filme? Um blockbuster repleto de cenas de ação?

Realmente houve uma proposta grande, com um orçamento de US$ 100 milhões, atores de sucesso, tudo muito sério. Por enquanto essa opção ainda existe, mas provavelmente acabarei rejeitando-a.

Em primeiro lugar, depois de “Hardcore Henry” tenho vontade de fazer algo radicalmente diferente. E, em minha opinião, mudar o gênero de filme seria a melhor decisão. Em segundo lugar, as propostas são tantas que tenho a possibilidade de escolher o tipo de participação que terei neste ou naquele projeto. É claro que meu interesse está focado nos filmes para os quais sou chamado a participar não apenas no papel de diretor convidado, sem direito à última palavra.

Por enquanto, tenho tempo. É preciso analisar as coisas e pesar tudo, pois após uma estreia de sucesso é fácil dar um passo em falso e cair numa situação em que o seu segundo filme se revela um fracasso total. Esse é o tipo de erro que eu definitivamente gostaria de evitar.

Veja fotos e trailer de “Hardcore - Missão Extrema”:

Foto: Press PhotoFoto: Press Photo

Foto: Press PhotoFoto: Press Photo

Fonte: YouTube/Trailers nosferahcorp

Gostaria de receber as principais notícias sobre a Rússia no seu e-mail? 
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.