Animação russa entra na disputa do Oscar por melhor curta

Filme de Bronzit conquistou prêmio em Annecy, na França, em 2015

Filme de Bronzit conquistou prêmio em Annecy, na França, em 2015

Press Photo
Curta-metragem que tem espaço como pano de fundo é o segundo do diretor russo Konstantin Bronzit na premiação. Brasileiro “O menino e o mundo” concorre na categoria de melhor longa de animação.

O filme “We can't live without cosmos” (“Não podemos viver sem cosmos”, em tradução livre), do diretor russo Konstantin Bronzit, foi indicado ao Oscar 2016 na categoria de melhor curta-metragem de animação.

“O espaço, no meu filme, é apenas o pano de fundo no qual a história se desenrola. Trata-se da história de dois amigos astronautas que têm a ideia fixa de voar para o espaço e que, durante os treinos de preparação, fazem todo o possível para serem os melhores e terem suas chances”, disse Bronzit em entrevista à Gazeta Russa.

“We can't live without cosmos”, que recebeu o grande prêmio no Festival Internacional de Cinema de Animação de Annecy, na França, em junho de 2015, concorre agora com “Bear Story”, “Prologue”, “Sanjay’s Super Team” e “World of Tomorrow”.


Fonte: Aleksêi Dementiev

O Brasil também emplacou um concorrente ao Oscar 2016, porém como melhor longa de animação. “O menino e o mundo”, do diretor paulistano Alê Abreu, põe o país pela primeira nesta categoria, concorrendo com o sucesso internacional de bilheteria “Divertida mente”.

Os indicados à 88ª edição do Oscar foram apresentados pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood na quinta-feira (14).

A cerimônia para entrega das estatuetas acontecerá em 28 de fevereiro.

Repeteco no Oscar

Bronzit é um dos animadores russos mais conhecidos internacionais e alguns de seus filmes, como “Switchcraft”, “Die Hard” e “At the Ends of the Earth”, já conquistaram outros prêmios.

Em 2009 , “Lavatory Lovestory” foi indicado para a mesma categoria no Oscar, mas perdeu para “The House of Small Cubes”, do japonês Kunio Kato.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.