Eles também fazem tempestade em copo d’água

Diversas expressões russas remetem às que usamos no dia a dia ou até as repetem.

Diversas expressões russas remetem às que usamos no dia a dia ou até as repetem.

Iliá Ogarev
Se você quer se inteirar melhor do idioma russo, não perca nossas expressões idiomáticas volume 2!

1. Comprar gato em saco (Купить кота в мешке)

Ilustração: Iliá OgarevIlustração: Iliá Ogarev

Se os russos não têm certeza sobre a qualidade do produto que estão adquirindo, certamente você ouvirá essa frase. Afinal, você poderia encontrar um porco ao comprar um gato ensacado, não? A expressão também é conhecida em inglês, francês, alemão, chinês e outras línguas, com algumas alterações. Seria o nosso “comprar gato por lebre”.

2. Matar duas lebres (Убить двух зайцев ou одним выстрелом убить двух зайцев)

Ilustração: Iliá OgarevIlustração: Iliá Ogarev

Exatamente como fazemos em português (mas com coelhos), os russos matam duas lebres com uma cajadada só!

3. É aqui que o cão está enterrado (вот где собака зарыта)

Ilustração: Iliá OgarevIlustração: Iliá Ogarev

Este é o cerne da questão! Ele vem de um conto sobre o combatente austríaco Sigismund Alstein e seu cachorro favorito. O amigão de quatro patas salva a vida do dono em uma batalha, sacrificando sua própria.

Sigismund, então, ergue um monumento ao cão. Mas o local se perde no tempo e dá origem ao termo “onde o cachorro foi enterrado”. A versão russa dessa expressão é um empréstimo traduzido do alemão “Da liegt der Hund begraben”.

4. Tempestade em copo d’água (буря в стакане воды, ou simplesmente буря в стакане»  )

Ilustração: Iliá OgarevIlustração: Iliá Ogarev

Além deste clássico do drama humano diário, os russos também “fazem de uma mosca um elefante” елать из мухи слона).

5. Repousar no louro (почивать на лаврах)

Ilustração: Iliá OgarevIlustração: Iliá Ogarev

Só o sucesso ou um êxito significativo permitirá que você faça isso!

6. O medo tem olhos grandes (У страха глаза велики)

Ilustração: Iliá OgarevIlustração: Iliá Ogarev

A versão completa da sentença diz que “o medo tem olhos grandes, mas não vê coisa alguma”. Sob grande stress emocional, as pupilas dos olhos se dilatam e fazem os olhos parecerem maiores, e é daí que vem a expressão.

Leia a primeira parte do texto aqui.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.