Governo cria programa para recuperar mansões abandonadas

Known since the times of Ivan the Terrible, the Arkhangelskoye Estate was owned by many famous Russians. After the 1917 Revolution it was transformed into a museum.

Known since the times of Ivan the Terrible, the Arkhangelskoye Estate was owned by many famous Russians. After the 1917 Revolution it was transformed into a museum.

Vadim Razumov
Parte importante do patrimônio cultural da Rússia, propriedades rurais de antigos nobres passaram por um período de destruição e decadência durante o regime soviético. Agora, o governo está oferecendo uma oportunidade para cidadãos comuns ajudarem a restaurar a beleza original desses lugares.

A propriedade rural – com sua mansão, jardins e lagoas artificiais –, é um dos símbolos culturais mais importantes da Rússia. Tanto é que muitos escritores famosos retrataram em suas obras as idiossincrasias da vida nessas propriedades.

Localizado na República da Karélia, Niemelianhovi (Propriedade Ladoga) foi fundada em 1892. Está atualmente passando por uma grande reforma e hospeda o complexo Hotel Propriedade Ladoga (Foto: Vadim Razumov)Localizado na República da Karélia, Niemelianhovi (Propriedade Ladoga) foi fundada em 1892. Está atualmente passando por uma grande reforma e hospeda o complexo Hotel Propriedade Ladoga (Foto: Vadim Razumov)

As primeiras propriedades desse tipo surgiram no país durante o governo de Pedro, o Grande, ainda no século 16. Mais tarde, tornaram-se o principal lugar de recreação para famílias nobres, com parques, lagoas artificiais e fontes projetadas com base nos modelos ocidentais e por arquitetos estrangeiros.

Propriedade Lopasnia-Zatchatievskoie teve diversos proprietários; na época soviética hospedou uma escola noturna e, no final dos anos 1990, passou a fazer parte do Museu Tchekhov (Foto: Vadim Razumov)Propriedade Lopasnia-Zatchatievskoie teve diversos proprietários; na época soviética hospedou uma escola noturna e, no final dos anos 1990, passou a fazer parte do Museu Tchekhov (Foto: Vadim Razumov)

Essas mansões desempenharam um papel importante na vida da nobreza. A elite do Império Russo passava metade do ano na cidade, e a outra metade nas propriedades rurais. Nesse aspecto, as tradições do povo e da elite se entrelaçavam. Viver no campo dava aos aristocratas a oportunidade de conhecer sua pátria e entender os outros.

Conhecida desde os tempos de Ivan, o Terrível, a Propriedade Arkhanguelskoie já pertenceu a muitos russos famosos. Após a Revolução de 1917, foi transformada em um museu (Foto: Vadim Razumov)Conhecida desde os tempos de Ivan, o Terrível, a Propriedade Arkhanguelskoie já pertenceu a muitos russos famosos. Após a Revolução de 1917, foi transformada em um museu (Foto: Vadim Razumov)

Através das interações do dia a dia em casa e saídas para caça, entre outras atividades, os proprietários podiam conhecer as preocupações das pessoas comuns e desfrutar da natureza russa. Em suas memórias, eles costumavam revelar forte senso de dever em relação a suas terras e às pessoas que nelas trabalhavam.

O Palace dos Estábulos, em Peterhof, foi projetado pelo arquiteto russo Nicholas Benois. Atualmente esse lugar está aberto para potenciais investidores interessados ​​em restaurar sua grandeza (Foto: Vadim Razumov)O Palace dos Estábulos, em Peterhof, foi projetado pelo arquiteto russo Nicholas Benois. Atualmente esse lugar está aberto para potenciais investidores interessados ​​em restaurar sua grandeza (Foto: Vadim Razumov)

As propriedades eram compostas por diversas construções: uma casa principal, várias dependências, um estábulo, uma estufa e aposentos para os trabalhadores. Um parque em uma dessas propriedades geralmente ostentava lagoas, becos, pavilhões e grutas.

Enquanto algumas eram construídas com base em projetos originais de arquitetos famosos, outras foram erguidas seguindo um padrão de especificações.

Atualmente um museu, Propriedade de Ostafievo foi um lugar de recreação para o Conselho de Ministros da URSS entre 1947 e 1988 (Foto: Vadim Razumov)Atualmente um museu, Propriedade de Ostafievo foi um lugar de recreação para o Conselho de Ministros da URSS entre 1947 e 1988 (Foto: Vadim Razumov)

Após a Revolução de 1917, quase todas as propriedades da nobreza foram abandonadas por seus proprietários. Algumas foram destruídas, enquanto as mais opulentas sobreviveram e acabaram sendo transformadas em museus.

Antes ponto de encontros artísticos, Propriedade de Abramtsevo tornou-se um museu após a Revolução de 1917 (Foto: Vadim Razumov)Antes ponto de encontros artísticos, Propriedade de Abramtsevo tornou-se um museu após a Revolução de 1917 (Foto: Vadim Razumov)

Hoje, o patrimônio cultural que essas propriedades representam está ameaçado. Embora existam cerca de 7.000 propriedades oficialmente registradas, acredita-se que o número real possa ser ainda maior.

No início do século 20, a Propriedade Mesherino recebia artistas russos famosos; hoje, porém, construção necessita de reforma urgente (Foto: Vadim Razumov)No início do século 20, a Propriedade Mesherino recebia artistas russos famosos; hoje, porém, construção necessita de reforma urgente (Foto: Vadim Razumov)

A maioria das propriedades registradas precisa de consertos grandes e urgentes, mas o governo não consegue reformá-las apenas com recursos próprios. Foram criados, assim, programas especiais para investidores dispostos a aceitar a responsabilidade.

Construída em 1905, o Propriedade Aseev, em Tambov, tornou-se estatal após a revolução e passou a abrigar a Faculdade de Biologia da Universidade de Tambov. Em 1995, foi declarada patrimônio cultural do país, e, em 2014, tornou-se museu (Foto: Vadim Razumov)Construída em 1905, o Propriedade Aseev, em Tambov, tornou-se estatal após a revolução e passou a abrigar a Faculdade de Biologia da Universidade de Tambov. Em 1995, foi declarada patrimônio cultural do país, e, em 2014, tornou-se museu (Foto: Vadim Razumov)

Todos os anos, cerca de 30 a 50 propriedades são transferidas para um proprietário particular ou locatário. Mas o nível de interesse nesse tipo de investimento não é alto.

A Propriedade Mekhovitsi, na região de Ivanovo, foi construída no século 19. Devido ao bom estado de conservação, está atualmente à venda por quase 10 milhões de rublos (Foto: Vadim Razumov)A Propriedade Mekhovitsi, na região de Ivanovo, foi construída no século 19. Devido ao bom estado de conservação, está atualmente à venda por quase 10 milhões de rublos (Foto: Vadim Razumov)

Descendentes de famílias nobres, representantes de organizações não governamentais e empresas de investimento, assim como pessoas comuns e empresários, estão ajudando a restaurar essas mansões. Entre eles, os descendentes da nobreza costumam ser os proprietários mais efetivos, já que conhecem as tradições e a história por trás das propriedades e tendem a começar a viver nelas após as reformas.

Arena de equitação na Propriedade Arjenka (Rasskazovo), na região de Tambov, foi construída em estilo inglês. Todo o complexo está em leilão (Foto: Vadim Razumov)Arena de equitação na Propriedade Arjenka (Rasskazovo), na região de Tambov, foi construída em estilo inglês. Todo o complexo está em leilão (Foto: Vadim Razumov)

Custos elevados, requisitos rigorosos de restauração e potenciais problemas com a comercialização fazem com que o investimento em uma propriedade dessas seja uma tarefa difícil e demorada. No entanto, em longo prazo, o aborrecimento pode valer a pena. Um investidor recebe uma propriedade exclusiva que, com a abordagem correta, pode ser transformada em hotel, escola ou qualquer outro espaço público. Além disso, houve um caso em que os restauradores encontraram um tesouro de 380 moedas antigas de cobre em uma das propriedades.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.