6 pontos turísticos prestes a entrar para lista da Unesco

Com 85 metros, monumento em Mamáiev Kurgan celebra vitória na Batalha de Stalingrado

Com 85 metros, monumento em Mamáiev Kurgan celebra vitória na Batalha de Stalingrado

Lori/Legion Media
Pasta da Cultura está empenhada em aumentar o número de localidades russas inseridas na lista de Patrimônio Mundial da Unesco, informou o ministro Vladímir Medinski. A Gazeta Russa selecionou seis locais de destaque entre os atuais candidatos.

1. Complexo de Mamáiev Kurgan (dedicado aos heróis da Batalha de Stalingrado)

Foto: LoriCom 85 metros, monumento em Mamáiev Kurgan celebra vitória na Batalha de Stalingrado. Foto: Lori/Legion Media

Esse majestoso complexo construído entre 1959 e 1967 remonta à memória da batalha de Stalingrado (atual Volgogrado) e da Segunda Guerra Mundial. Especialistas da Unesco já avaliaram esse local como um “sinal do gênio criativo do ser humano e um conjunto arquitetônico que ilustra uma etapa significativa da história”.

O complexo de encontra no território de Mamáiev Kurgan, onde, segundo a lenda, ainda se esconde o sepulcro de ouro de Mamái, o chefe militar da Horda de Ouro nas regiões do rio Volga no século 14.

O escultura central do complexo, “A Pátria-Mãe chama”, que retrata uma mulher segurando uma espada, tem 85 metros de altura e mais de 8.000 toneladas. Sob a obra criada pelo escultor soviético Ievguêni Vutchétitch estão os restos mortais de mais de 34,5 mil pessoas que participaram da defesa de Stalingrado.

2. Grande Pskov

Foto: Lori / Legion MediaEdifícios históricos e modernos compõem visual da milenar Pskov Foto: Lori / Legion Media

Situada a 740 km a oeste de Moscou, é não só uma das cidades mais antigas do país – o a primeira menção a Pskov data do ano 903 d.C. – como é o local que concentra mais monumentos da Rússia antiga. Em sua fortaleza, as ruínas da cidade antiga resistem lado a lado de construções mais modernas.

A uma curta distância dali encontra-se também um dos centros religiosos mais antigos do país, o monastério de Pskovo-Petchorski. Suas grutas naturais serviram de abrigo para monges eremitas desde o século 14, que, por sinal, escavaram a antiguíssima igreja de Uspénskaia. Mais tarde, o tempo recebeu uma fachada em estilo barroco.

3. Kremlin de Rostov

Foto: Lori / Legion MediaRelativamente próximo da capital, Kremlin de Rostov é hoje uma relíquia ortodoxa Foto: Lori / Legion Media

O Kremlin de Rostov, a apenas 200 km a noroeste de Moscou, foi construído na segunda metade do século 17 como residência do metropolita (dignitário das igrejas ortodoxas, em nível intermediário entre o patriarca e os arcebispos).

O motivo era um tanto incomum, já que os kremlins funcionavam somente como fortalezas defensivas. No de Rostov, porém, há 14 monumentos de diferentes épocas, graças aos quais se pode observar o desenvolvimento da arquitetura ortodoxa.

O principal deles é a Catedral Uspenski, com cinco cúpulas, onde foi enterrado o seu fundado, o metropolita Iona Sissoioevitch.

4. Conjunto de edifícios antigos de Sviajsk

Foto: Lori / Legion MediaConstruída antes de ofensiva a Kazan, fortaleza isolada resistiu ao tempo Foto: Lori / Legion Media

Essa pequena aldeia, a 800 km a leste de Moscou, desenvolveu-se em uma ilha fluvial nos entornos de Kazan e hoje conta uma população de cerca de 300 pessoas.

O tsar Ivan, o Terrível foi quem ordenou a construção da fortaleza militar para abrir fogo contra o Canato de Kazan. Ali, ainda é possível sentir o espírito dos tempos antigos, já que não há novas construções desde o século 19.

As últimas obras, realizadas no final do século 18, só transforam o aspecto das casas de pedra onde viviam os comerciantes. Devido ao isolamento do local, os três complexos monásticos, onde estão murais pintados no século 16, estão em ótimo estado de conservação.

Além desses pontos, a região também proporciona uma visita a uma das construções em madeira mais antigas da Rússia – a Igreja de Troitsk, de 1551.

5. Ilhas Valaam

Foto: Lori / Legion MediaIlhas no lago Ládoga oferecem história e atividades naturais Foto: Lori / Legion Media

O arquipélago situado no norte do lago Ládoga, na região de Carélia, no noroeste do país, possui mais de 50 ilhas.

No século 10, antes da conversão da antiga Rus ao cristianismo, já havia ali um templo grego. Hoje, porém, a grande atração é o mosteiro Spaso-Preobrajenski, que se mantém ativo desde a sua construção, em 1404.

A região atrai a atenção não só de peregrinos provenientes de diversas partes do mundo, como também dos amantes da natureza e da arte.

6. Parque nacional Kenozerski

Foto: Lori / Legion MediaNatureza intocada e construções antigas dão impressão de que o tempo parou em Kenozerski Foto: Lori / Legion Media
Localizado nos entornos de Arkhanguelsk, uma cidade portuária no norte da Rússia, esse parque nacional combina natureza virgem com objetos da era pré-cristã, como templos de madeira do século 18 e monumentos arqueológicos.

Em 2004, essa região foi incluída na lista das Reservas da Biosfera como “exemplo de relação equilibrada entre o homem e a natureza”. Um de seus destaques naturais é uma fenda de 600 milhões de anos que leva o mesmo nome do parque.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.