Sonhos proféticos que revelaram escritores e cientistas

Mendeleiev teria sonhado com ordem correta dos elementos da tabela periódica

Mendeleiev teria sonhado com ordem correta dos elementos da tabela periódica

Lori / Legion-Media
As 7 grandes descobertas e criações dos russos graças ao mundo onírico.

1. Dmítri Mendeleiev

O cientista russo e criador da tabela periódica levou um bom tempo para colocar os elementos químicos na ordem necessária. Certa vez sonhou que os elementos deveriam ser posicionados em ordem ascendente conforme seu peso atômico e não na ordem descendente, como antes imaginava.

“Sonhei com a tabela em que os elementos estavam ordenados corretamente. Acordei, coloquei no papel e voltei a dormir. Depois tive que corrigir só um detalhe”, descreveu Mendeleiev. A versão definitiva da tabela periódica foi divulgada em 1869.

2. Aleksandr Griboiédov

Em 1820, o diplomata russo Aleksandr Griboiédov, que então se encontrava na Pérsia, teve um sonho e viu fragmentos de sua futura obra-prima “A desgraça de ser inteligente”. Ao acordar, enviou uma carta à sua pátria, na qual reproduziu várias cenas do primeiro ato.

La desgracia de ser inteligente. Fuente: TASS"A desgraça de ser inteligente" Foto: TASS

“Uma garota que não é nada tonta prefere estar com um tonto do que com um homem inteligente. Este homem, é claro, está em conflito com a sociedade em que vive”, disse Griboiédov, explicando a ideia central da nova comédia.

“A desgraça de ser inteligente” foi publicada pela primeira vez após a morte do autor, em 1833, e é desde então uma das obras mais citadas da literatura russa. Inclusive, várias frases acabaram se tornando ditados populares, entre elas “Os felizes não olham a hora”. A comédia foi traduzida para 25 idiomas.

3. Nikolai Rimski-Kórsakov

Durante o verão de 1800, o compositor russo passou uma temporada no povoado de Steliovo, onde compôs “A donzela de neve”, que mais tarde gozou de grande sucesso nos palcos de Paris, Nova York, Berlim e Roma.

La doncella de nieve. Fuente: Alexánder Makárov / RIA NovostiCena de "A donzela de neve" Foto: Aleksandr Makárov/RIA Nôvosti

Nas palavras do compositor, “as melodias vieram a mim durante meu sono”. Tanto é que Rimski-Kórsakov dizia não ter feito qualquer outro trabalho com tanta facilidade.

A estreia da ópera aconteceu no Teatro Mariinsky, em São Petersburgo, em 1882.

4. Oleg Antónov

O famoso projetista de aviões recordava ter levado muito tempo para inventar o formato da causa do avião Antey. “Pensava, calculava, desenhava, mas não conseguia. Certa vez quando estava dormindo, vi claramente a causa do avião que tinha um formato pouco comum”, contou.

An-22 Antei. Fuente: Valentín Cheredíntsev / TASSAn-22 Antey Foto: Valentin Tcheredintsev/TASS

“Acordei, acendi a luz e desenhei em uma papel essa construção. Então voltei a dormir. Na manhã seguinte, ao ver o desenho, fiquei um pouco assustado: porque nunca tinha pensado nisso antes?”.

Em 1965, o modelo Antey foi apresentado no Salão de Aeronáutica de Paris como o “maior avião do mundo, com capacidade para 720 passageiros e 80 toneladas de carga”.

5. Aleksandr Púchkin

Segundo o próprio poeta, alguns se seus melhores poemas, como “Licinio” e o “Profeta” foram criados enquanto estava dormindo.

Los autógrafos de Alexander Pushkin. Fuente: Serguéi Pyatakov / RIA NovostiAutógrafos de Púchkin Foto: Serguêi Piatakov/RIA Nôvosti

Dizem até que Púchkin não pôde entrar nas fileiras do dezembristas – os primeiros revolucionários russos, surgidos da nobreza, que conduziram uma revolta contra o tsar em dezembro de 1925) porque escrevia enquanto dormia.

Os biógrafos do poeta contam que, um dia antes do levante dezembristas, Púchkin sonhou que havia perdido cinco dentes. Na manhã seguinte, os cinco dezembristas, seus amigos, foram executados.

6. Carlo Rossi

O arquiteto russo de origem italiana Carlo Rossi construiu o Palácio Mikhailovski, em São Petersburgo , para o filho do imperador Pável I, Mikhail. Reza a lenda que Rossi sonhou com esse projeto e, na manhã seguinte, já sabia como seria o palácio imperial.

El Palacio Mijáilovski. Fuente: Lori / Legion-MediaPalácio Mikhailovski Foto: Lori/Legion-Media

Rossi é considerado um dos fundadores desse estilo na Rússia. Entre suas obras mais famosas estão o edifício do Teatro Aleksandrinski, a Praça do Palácio e o prédio do Estado-Maior em São Petersburgo.

7. Anton Tchekhov

No livro “Em torno de Tchekhov”, o irmão mais novo do escritor, Mikhail, relata que o escritor sofria de crise nervosa. “Quando estava dormindo, começa a ficar agitado. Acordava horrorizado e uma força rara o fazia salta da cama”, descreve.

Em um desses episódios, Tchekhov sonhou com um monge que logo se tornou o protagonista de seu conto “O monge negro”. “A impressão foi tão forte que Anton continuou falando do monge durante muito tempo, até que, enfim, escreveu o conto.”

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.