15º Concurso Tchaikovsky anuncia vencedores em Moscou

Vencedores foram anunciados em uma cerimônia no Tchaikovsky Concert Hall Foto: Press Photo

Vencedores foram anunciados em uma cerimônia no Tchaikovsky Concert Hall Foto: Press Photo

Organizadores farão turnê com talentos revelados durante a competição; conheça os vencedores.

 

Desde 15 de junho, os palcos de Moscou e São Petersburgo receberam as mais diferentes personalidades artísticas na 15ª edição do Concurso Internacional Tchaikovsky. Após três semanas de duelos musicais, os vencedores de diferentes categorias foram anunciados em uma cerimônia no Tchaikovsky Concert Hall, em Moscou, nessa quarta-feira (1).

Entre os premiados há pianistas, violinistas, violoncelistas e vocalistas de países como Rússia, Taiwan, França, EUA, Alemanha e Espanha, entre outros (vide box). A expectativa é que agora os organizadores do concurso se ocupem da carreira desses talentos, promovendo apresentações conjuntas em diversas partes do mundo.

“Faremos o possível para que os jovens músicos tenham, nos próximos três a quatro anos, a oportunidade de tocar nas melhores salas de concertos da Rússia, bem como da Europa, da Ásia e dos EUA”, declarou o diretor do concurso, Váleri Guerguiev.

Nesta quinta-feira (2), os vencedores se apresentam no 1o Concerto de Gala, que acontece na Grande Sala do Conservatório de Moscou. O evento contará com a presença do presidente russo Vladímir Pútin. O será encerrado nesta sexta-feira (3), com a segunda apresentação dos vitoriosos no Marinski 2, em São Petersburgo.

Quebrando tradições

Por tradição, um dos destaques do Concurso Internacional Tchaikovsky é a apresentação dos pianistas na Grande Sala do Conservatório. Neste ano, para maior surpresa, o júri eliminou rapidamente os favoritos de concursos anteriores: o laureado Aleksandr Lubiantsev, que sequer passou da rodada “ao vivo”, e Andrêi Korobeinikov, cuja performance da Sonata Nº 32 de Beethoven teve um recorde de acessos on-line, mas não garantiu a permanência do músico após a primeira rodada.

Ao longo das rodadas, outras figuras nomes já conhecidas, como Iúri Favorin e Dmítri Chichkin, também perderam espaço para novos pianistas – o que, segundo especialistas, comprova o alto nível da competição. O mesmo aconteceu nas outras categorias de violino e violoncelo.

Segundo os organizadores, a explicação não está só na introdução da fase de qualificação ao vivo, que, de fato, elevou para um outro nível a primeira rodada do concurso, “mas no fenômeno articulado por uma nova geração de músicos brilhantes”.

Além disso, como mostram os perfis dos participantes, eles estão, em grande parte, ligados às tradições da escola russa de interpretação. Embora o concurso tenha deixado de ser um desfile de formandos do Conservatório de Moscou, muitos dos participantes passaram, em diferentes etapas, pela escola de professores russos – como é o caso de George Li (EUA), cujo tutor é Maksim Moguuilevski, e Lucas Debarge, um dos discípulos de Rena Cherechévskaia.

Expectativa é que organizadores do concurso se ocupem da carreira dos novos talentos Foto: Press Photo

Duelo entre pianos

A final do 15º Concurso Internacional Tchaikovsky foi um grande desafio para participantes de todas as categorias.

Com a enorme tensão nos concertos de piano, as apresentações finais foram carregadas de emoção, variando do lírico melancólico Serguêi Redkin e do fenomenal virtuoso George Li a Lucas Debarge, que agita o público com a profundidade e beleza do seu pensamento musical.

Também foi possível conferir a performance de Lukas Geniušas, com toda a ostentação de sua habilidade no piano; Daniil Kharitonov, que seduz por sua juventude e interpretações claras; e do ‘mago dos pianos’ Dmítri Masleev.

Entre os concorrentes finais, apesar de não ter sido o vitorioso, o pianista Lucas Debarge conseguiu proporcionar ao público uma apresentação “digna das lendas da competição” e, por isso, conquistou um importante prêmio da Associação de Críticos de Música de Moscou: o pianista vai realizar um concerto na Casa da Música de Moscou, em dezembro de 2015.

“As apresentações [de Debarge] no concurso se tornaram um fenômeno artístico notável e cujo talento único, a liberdade criativa e a beleza das interpretações musicais deixaram uma sensação inesquecível no público e na crítica”, declararam os representantes da associação.

 

Premiados por categoria

Piano: 1º lugar: Dmítri Masleev (Rússia); 2º lugar: Lukas Geniušas (Rússia/Lituânia) e George Li (EUA); 3º lugar: Daniil Kharitonov (Rússia) e Serguêi Redkin (Rússia); 4º lugar: Lucas Debarge (França).

Violino: 1º lugar: não atribuído; 2º lugar: Yu-Chen Tseng (Taiwan); 3º lugar: Gaik Kazarian (Rússia), Aleksandra Konunova (Moldávia) e Pável Miliukov (Rússia); 4º lugar: Pom Sori Kim (Coreia do Sul) e Clara-Jumi Kang (Alemanha).

Violoncelo: 1º lugar: Andrêi Ionut Ionita (Romênia); 2º lugar: Aleksandr Ramm (Rússia); 3º lugar: Aleksandr Buzlov (Rússia); 4º lugar: Pablo Ferrández (Espanha); 5º lugar: Seung Min Kang (Coreia do Sul); 6º lugar: Jonathan Rouzman (Holanda).

Solo de Vocal: Mulheres: 1º lugar: Iúlia Matotchkina (Rússia); 2º lugar: Svetlana Moskalenko (Rússia); 3º lugar: Mane Galoian (Armênia); 4º lugar: Antonina Vessenina (Rússia).

Homens: 1º lugar: Ariunbaatar Ganbaatar (Mongólia); 2º lugar: Chuanyue Wang (China); 3º lugar: Han Seung Yoo (Coreia do Sul); 4º lugar: Dmítri Grigoriev (Rússia).

 

 

 

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook