Os truques da troika russa

Troika russa teria surgido há cerca de 200 anos Foto: Vitáli Bezrikikh/RIA Nóvosti

Troika russa teria surgido há cerca de 200 anos Foto: Vitáli Bezrikikh/RIA Nóvosti

Tradicional arte de treinamento de cavalos e de controle do trio é única no mundo. Mestre de equitação e octacampeão da Rússia, Andrêi Korchaguin conta como esse meio transporte permite sentir a verdadeira Rússia.

Fundado por iniciativa de Andrêi Korchaguin e Iúri Ribakov, o centro de troika russa “Nasledie” (Herança, em russo) reúne verdadeiros “atletas” – ou melhor, cavalos cavalos da raça Orlov Trotador para competição em troika.

“Para andar de troika com crianças no parque é melhor comprar cavalos comportados”, diz Korchaguin. “Mas temos 18 profissionais. Eu compro aqueles que soltam faíscas.”

Mesmo assim, o centro também disponibiliza aulas para amadores. “Nossa tarefa é salvar a tradição russa de condução de carroças”, explica Korchaguin.

Seu sócio, Ribakov, sonha com o dia em que campeonatos russos de troika se tornarão uma espécie de Fórmula 1, recebendo apoio tanto do governo, como dos cidadãos.

Símbolo da Rússia

A troika russa teria surgido há cerca de 200 anos. Mas Elena Peterson, curadora do Museu do Hipódromo de Moscou, acredita que a modalidade tem, pelo menos, 500 anos.

Trata-se de um meio de transporte único, no qual o cavalo principal trota e outros galopam. Nessa equipe, segundo Korchaguin, todos são importantes.

“Cada um dos cavalos sabe para onde correr. Temos uma abordagem individual. Então, durante meses eu ensino ao cavalo onde será mais conveniente. Se ele anda para esquerda, tenho que posicioná-lo na esquerda”, diz o fundador do centro.

“A troika é universal para corrida bem como para passeios longos. No exterior até hoje ninguém entende como nossos atletas conseguem controlar cavalos que andam de maneiras diferentes”, acrescenta.

 

Publicado originalmente pelo jornal Kommersant

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.