Google lança visita on-line por museus literários de Moscou

Museu de Bulgakov, autor do romance "O Mestre e Margarida" Foto: wikipedia.org

Museu de Bulgakov, autor do romance "O Mestre e Margarida" Foto: wikipedia.org

Estrangeiros podem acessar instituições dedicadas a Púchkin e Maiakóvski, entre outros, sem sair de casa. Visitas guiadas e exposições digitalizadas fornecem informações variadas sobre a vida e obras de escritores e poetas russos.

Em parceria com o Departamento de Cultura de Moscou, o Google lançou um projeto intitulado “Moscou Literária”, no qual foram digitalizados 9 dos principais museus literários da capital. Entre as instituições disponíveis estão o Museu Estatal de Literatura, além dos museus de Púchkin, Maiakóvski, Gógol, Bulgakov, Iessênin, Paustovski e Ostrovski.

Os visitantes dos espaços virtuais têm a possibilidade inédita de acessar detalhes de manuscritos, desenhos e retratos, entre outros objetos expostos. Apesar de todos os tours virtuais se basearem na tecnologia Google Street View, os museus optaram por criar projetos individuais para atrair um maior número de internautas.

O Museu de Púchkin, por exemplo, inaugurou a exposição virtual “Galeria de Retratos de Púchkin”, que abrange imagens raras do poeta, e o Museu de Gógol criou a mostra “Gógol em Ilustrações de Livros”. Já o Museu de Bulgakov, oferece uma visita virtual pelo célebre “apartamento malicioso” que serviu de modelo para uma residência habitada pelas forças do Mal no romance “O Mestre e Margarida”.

Com a ajuda do mapa interativo do projeto, os usuários podem não só passear pelos museus, mas também se informar sobre os itinerários populares pelos locais da capital relacionados com a vida e obras dos autores. O mapa do projeto, somente em russo, já é acessível no portal http://литературнаямосква.рф. Os criadores do projeto planejam a inclusão de versões em outras línguas no futuro.

 

Com informações do jornal Rossiyskaya Gazeta

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.