Festival da cultura brasileira em Moscou reúne mais de 150 participantes

Os visitantes poderão participar do desfile de carnaval pelas ruas da cidade Foto: flickr.com

Os visitantes poderão participar do desfile de carnaval pelas ruas da cidade Foto: flickr.com

O evento contará com apresentações de atletas, mestres de capoeira, dançarinos e músicos de diversos países.

O 13º Festival Internacional da Cultura Brasileira, que atrai anualmente milhares de visitantes e é considerado um dos eventos mais populares de Moscou, começa nesta segunda-feira (1). Segundo organizadores, participarão do evento mais de 150 atletas, mestres de capoeira reconhecidos, dançarinos e músicos profissionais da Rússia, Brasil, China, Estados Unidos e de outros países.

O festival, que acontece até o dia 7 de setembro, é promovido com o apoio da Embaixada do Brasil em Moscou, do departamento da cultura da capital russa e do festival Iárkie Liúdi. Neste ano, a realização dos principais eventos está marcada para o Dia da Independência do Brasil e para a celebração do aniversário de Moscou.

Os visitantes poderão participar do desfile de carnaval pelas ruas da cidade, ouvir música nacional brasileira e assistir a um show com trajes típicos brasileiros. Além disso, haverá aulas de capoeira e de danças tradicionais.

"Os convidados especiais são dois mestres de capoeira conhecidos no mundo todo, o mestre Barrão e o mestre Eddie Murphy", disseram os organizadores.

A principal atração do festival será realizada no primeiro sábado de setembro como parte das comemorações dedicadas ao anivesário de Moscou. O ponto culminante da noite será um show de samba brasileiro em uma das áreas no centro da cidade, na rua Neglinnaia.

A programação também inclui a cerimônia tradicional do batizado de capoeiristas, mudança de cordões e demonstrações de capoeira. Para crianças, foram organizados treinamentos com mestres.

 

Publicado originalmente pela RIA Nóvosti

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.