Pequenos invadem a nova moda jovem russa

Foto: Oh, my

Foto: Oh, my

As pequenas e nano empresas conceituais de fabricação de vestidos elegantes alcançaram o nível das grandes marcas. Especialistas da indústria, como o Fashion Consulting Group, destacam essa tendência como uma das principais no mercado de vestuário.

Historicamente, era assim que o Império Russo se vestia: em casa ou em ateliês privados. Mesmo no último trimestre do século 19, havia poucas fábricas de produção de roupas e elas estavam localizadas apenas nas principais cidades industriais, como Moscou. As empresas comerciais mais famosas eram Mandl, Thil, Rosenzweig e a dos irmãos Petukhovi. Mas elas podem ser consideradas de médio porte.

A indústria de vestuário alcançou expansão verdadeira apenas em 1920, sob o regime soviético. Em seguida, no início de 1990, apareceram as fábricas gigantes, importações em  quantidades grandes de roupa da Turquia e fábricas industriais de grande porte da Rússia moderna, como a Quattro, da cidade de Ivánovo. E assim, nos últimos anos, mais uma vez começaram a aparecer pequenas empresas envolvidas na criação de estilo próprio, costura e venda de roupas.

Parece que crescemos

Uma geração de designers jovens surgiu em duas décadas de economia de mercado no país. Ao círculo estreito de designers experientes que começaram sua carreira na URSS, se somou uma lista impressionante de nomes e estilos. Quase todos que têm interesse por essa área conhecem bem os vestidos gráficos de Victoria Gazinskai,  os smokings femininos com caimento perfeito de Dmítri Loginov e os vestidos aristocráticos de Anastasia Romantsova.

Foto: A la russe

Mas poucas pessoas ouviram falar das saias bonitas luxuriantes de tecido natural  grosso de Kristina Tops, dos vestidos elegantes e lacônicos de Ianina Vekhteva  e das blusas espetaculares com punhos altos e mangas impressionantes de Ruzanna Gukasian. Isso se deve especialmente aos novos projetos em fase de "proposta".

Os visitantes interessados em design gostarão de ver a Backstage Showroom em Moscou, que apresenta muitas roupas de designers jovens, que são os próprios donos da loja. Lá podem encontrar saias  luxuriantes, jaquetas de corte complicado e vestidos de estojo, minimalistas. Aqui se organizam eventos com a participação de designers cujas roupas são apresentadas na coleção da loja e várias palestras sobre a indústria da moda e a história do terno.

Os fundadores da loja Fancy Crew seguem outro formato, um pouco mais conceitual, que em uma coleção reuniu várias marcas de roupa masculina casual. Seguindo seu próprio estilo em tudo, eles criaram um espaço autêntico, onde nas paredes antigas de tijolo, camisas de xadrez e calças bege ficam em cabides.

Foto: Press Photo

“Como a marca é desconhecida para maioria de compradores, nós sempre  fazemos uma pequena excursão para cada novo cliente. Pois algumas marcas  vendem não só na Rússia, mas também na Europa e na Ásia. Não temos coisas comuns, cada roupa tem algo diferente. Em algum sentido, assumimos um papel educativo,  contando às pessoas que existe um produto diferente, que não é de massa, que tem seu próprio caráter original”, diz o coproprietário do showroom.

A internet ajuda

O interesse por roupa e o público de muitos milhões que usa a internet deram  origem ao rápido desenvolvimento da promoção online. Os designers que não têm a possibilidade de obter capital  inicial, criam sua marca e a promovem com grande sucesso nas redes sociais. Desse modo, a loja de moda online Oh, my store conseguiu bons lucros para uma empresa de porte pequeno em apenas dois anos e meio.

Foto: Press Photo

Seu conceito é inovador para a Rússia, pois  na coleção são apresentados apenas modelos simples de vestidos, camisetas, capuzes e mangas longas de algodão macio estritamente branco, cinzo ou preto. Outro exemplo de sucesso  é a marca Bat Norton, de São Petersburgo, cujo conceito principal é a venda de camisolas clássicas femininas e masculinas com desenhos brilhantes, copiados exclusivamente de seu próprio site.

Com o aumento da taxa de natalidade, a roupa de designers para crianças tornou-se muito popular entre os jovens (até 40 anos). Sites como o Babyswag e o FunForMum oferecem produtos de marcas nacionais e internacionais,  unidos por um conceito de ecologia e beleza natural, com um estilo light escandinavo.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.