“Beleza está no DNA russo”, dizem estilistas Dolce e Gabbana

O mercado russo tem sido maravilhoso para a Dolce & Gabbana há muito tempo Foto: Reuters

O mercado russo tem sido maravilhoso para a Dolce & Gabbana há muito tempo Foto: Reuters

Com a presença da atriz italiana Monica Belluci, foi inaugurada no TSUM, principal shopping de luxo de Moscou, a loja de cosméticos e perfumes da grife Dolce & Gabbana. A marca italiana já havia inaugurado a sua primeira loja de joias do mundo no mesmo local. Em entrevista à Gazeta Russa, Domenico Dolce e Stefano Gabbana conversaram sobre as mulheres russas, seu amor pela beleza e sobre as diferenças e semelhanças entre Rússia e Itália.

Esta não é a primeira visita de vocês a Moscou. Notaram mudanças na cidade?

SG: Nós viemos a Moscou para celebrar as mulheres e sua beleza, o que para nós está encapsulado no universo Dolce & Gabbana. As mulheres russas amam ser bonitas e cuidam muito da aparência.

DD: Nós sempre amamos a energia peculiar de Moscou. A cidade em si não mudou muito desde a nossa última visita em 2011...

SG: ... mas talvez as mudanças sejam mais sutis, mais na mentalidade e na atitude das pessoas.

Como vocês enxergam o fenômeno da beleza russa?

DD: Eu acho que isso tem motivos históricos. No período comunista a beleza ficava escondida, já que não existiam roupas e maquiagens de qualidade boa e suficiente, então agora essa beleza que ficou oculta por um longo período está sendo revelada. Ao mesmo tempo, no Ocidente as mulheres parecem hoje menos interessadas em sua beleza do que costumavam ser. Mas em nossa terra natal, muitas mulheres trabalham, têm filhos e limpam suas casas. Elas cuidam de tudo e não perdem sua feminilidade. Na Itália as mulheres são como Anna Magnani e Sophia Loren: muito fortes. Eu amo as mulheres russas porque elas também são muito femininas, e nesse aspecto a Rússia tem muito em comum com a Sicília e com a Itália.

O que vocês diriam sobre a forma como as mulheres russas se vestem?

DD: Elas se vestem lindamente. Está em seu DNA. Eu adoro quando elas cruzam as pernas. As russas cruzando as pernas parecem tão elegantes!

E o que vocês acham dos homens russos?

SG: O processo de mudança é muito mais difícil para os homens e para os russos especialmente, porque eles ficaram isolados da moda durante o período soviético. Mas agora eles estão se vestindo de maneira mais elegante.

O povo russo está comprando cada vez mais roupas estilosas e caras. Como vocês enxergam as perspectivas do mercado russo de luxo?

DD: O mercado russo tem sido maravilhoso para a Dolce & Gabbana há muito tempo, e nós temos sorte de as mulheres na Rússia terem corpos tão bonitos, isso é inacreditável. As mulheres russas amam a beleza.

Monica Belluci e Domenico Dolce e Stefano Gabbana Foto: ITAR-TASS

A beleza russa é elegância, não uma elegância artificial, mas natural. Além disso, nós temos a sorte de os homens russos amarem mulheres bonitas. As mulheres são como ícones para eles. Eu gosto da atitude deles, há um estilo mediterrâneo nisso.

Vocês já pensaram em criar algo em estilo russo? 

SG: Nós achamos que russos e italianos são profundamente parecidos. Então não há necessidade de criar algo russo, pareceria uma caricatura, você não acha? É melhor permanecer fiel a um DNA, especialmente hoje, quando tudo está mudando tão rápido, você pode acabar sem qualquer identidade.

DD: Além disso, se você olhar para as tradições e patrimônio italianos, há tantas coisas em comum com a Rússia. Veja nossa última coleção, que apresentou mosaicos nos vestidos: eles poderiam ter sido tirados de uma catedral russa, mas vieram de Palermo e mesmo assim você não poderia notar a diferença.

SG: A próxima coleção de inverno será inspirada em um mundo de contos de fadas, que é um tema universal. Tanto italiano quanto russo.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.