O estilo do homem russo

Os homens russos ainda dificilmente podem ser chamados de estilosos Foto: ITAR-TASS

Os homens russos ainda dificilmente podem ser chamados de estilosos Foto: ITAR-TASS

Hoje, a maioria prefere os trajes esportivo e casual, mas há também os “hipsters russos”, com seus óculos grandes e gravatas coloridas.

O conceito do homem russo é pouco estudado e misterioso. Segundo uma das lendas difundidas, ele anda de casaco de pele de carneiro no verão e no inverno, bebe muito, faz uso de um palavreado mais forte e gosta de curtir uma nostalgia ao som da balalaica. Mas existe também outro ponto de vista, de acordo com o qual os homens da Rússia são confiáveis, bons pais de família e trabalhadores: educam os filhos, constroem casas e amam muito as suas esposas. Na realidade, eles comportam-se de formas diferentes e, o que também não deixa de ser importante, se vestem de maneiras diferentes.

Foto: ITAR-TASS

A maioria prefere os trajes esportivo e casual. De acordo com pesquisas de marketing, foram precisamente essas duas categorias que representaram mais da metade de todos os artigos do guarda-roupa masculino adquiridos no país no ano passado. E de fato é assim. Nos escritórios, com maior frequência, podem ser encontrados homens vestindo calças sem vincos, camisas sem gravatas e suéteres no lugar de paletós. Ao mesmo tempo, cada vez mais, os homens preferem manter no escritório um par de ternos de "plantão".

Há uma categoria especial de homens seguidores do estilo esportivo. São jovens de até 35 anos de idade que andam, literalmente em todos os lugares, de calças esportivas de moletom, botas Timberland e jaquetas curtas –das aulas na universidade até as reuniões com os amigos e andanças pelas lojas nos shoppings.

Raramente é visto nas ruas das grandes cidades de hoje um homem do tipo "anos 90", quando a moda eram os conjuntos esportivos Adidas, jeans turcos, bonés e casacos de couro combinando com sapatos de couro de marca e as indispensáveis “borsette” (pequenas bolsas de couro para guardar e transportar documentos pessoais e dinheiro). Cada vez menos os homens do país vestem sandálias com meias (no passado houve uma moda nacional assim) e compram coletes com uma enorme quantidade de bolsos.

Foto: Ruslan Krivobok / RIA Nóvosti

Os homens russos ainda dificilmente podem ser chamados de estilosos. Historicamente, considera-se que um verdadeiro homem russo não deve cuidar da sua aparência. Está certo que Pushkin escreveu que “você pode ser uma pessoa eficiente e se preocupar com a beleza de suas unhas", mas até agora pouca gente concorda com isso. No entanto, é preciso destacar que essa negligência deliberada não é sinônimo de desleixo. O suéter velho, mas muito querido, necessariamente deve estar limpo, as calças obsoletas, mas tão confortáveis, sempre bem passadas, e os sapatos que resistiram ao fogo e à água devem estar engraxados, como novos.

Dândis e hipsters

Existe, no entanto, uma categoria isolada, pequena, mas que está crescendo rapidamente: a dos dândis. Ela apareceu há muito tempo, ainda na União Soviética, nos anos 1950, quando alguns jovens “sem consciência”, como diziam na época, traziam para a sua vida elementos do estilo ocidental, principalmente do americano. Esses entusiastas da ocidentalização eram popularmente chamados de “stiliagi”. Eles vestiam camisas de cores vivas, sapatos com “sola de semolina” (era realmente uma espécie de farinha granulada, que, nas sapatarias, era soldada às solas de sapatos normais), calças curtas e estreitas e meias coloridas que se sobressaíam. A imprensa sistematicamente zombava deles e os criticava, classificando-os de parasitas.

Foto: ITAR-TASS

Muitos deles realmente tinham uma aparência caricatural, mas o mais provável é que a causa disso era a rebeldia, não a ausência de gosto. Atualmente, os “stiliagi”, em sua forma original, fazem parte da história, mas os jovens que gostam e sabem se vestir de maneira incomum, que ouvem jazz e que pendem em direção às profissões criativas, permaneceram. Agora eles são os "hipsters russos". Têm afinidade pelas roupas minimalistas, usam sapatos caros e gostam de acessórios como cachecóis, óculos e gravatas-borboleta de cores inimagináveis.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.