Budismo avança em diferentes regiões do país

Foto: Ígor Russak / RIA Nóvosti

Foto: Ígor Russak / RIA Nóvosti

Os soviéticos travaram um duelo contra os budistas, classificando-os como “espiões japoneses”. Mais de 20 anos depois do colapso da URSS, budismo vive onda de popularidade.

Todos os anos, no final de maio, os budistas russos celebram o nascimento, a iluminação e a passagem de Buda para o nirvana, com três dias de orações.
Embora essas celebrações sejam mais comuns nos datsans das repúblicas de Buriátia e Kalmíkia, elas também acontecem no datsan 
Gunzetchoinei, em São Petersburgo.
A comunidade budista em São Petersburgo é muito menor do que a de fiéis ortodoxos, mas está crescendo à medida que os russos étnicos são cada vez mais atraídos pelas práticas budistas.
O datsan de São Petersburgo está situado em um terreno pequeno e bem localizado, que permite aos visitantes sentir o verdadeiro espírito do budismo.

Sibéria, o paraíso oculto do budismo

É possível encontrar pessoas de biotipo eslavo o tempo todo no datsan de São Petersburgo. Os visitantes geralmente estão circundando o templo, de acordo com os rituais tradicionais de oração.
O budismo russo é historicamente representado pela filosofia Mahayana, ou “Grande Veículo”. O Sangha russo acompanha oito feriados principais, todos marcados por rituais solenes, que normalmente duram cerca de três dias.
O primeiro dia é dedicado à leitura de trechos do Kangyur, o cânone de 108 volumes com os ensinamentos de Buda. No segundo dia, há uma cerimônia relacionada a esse feriado. No terceiro e último dia, de três a dez sacerdotes 
oram aos protetores do Dharma ou sakhyuusan.

 

Livros e palestras

A maioria dos interessados por budismo na Rússia são fisgados por meio de livros e palestras, segundo a assessora de imprensa do datsan de São Petersburgo, Alla Namsaraeva.
“Mesmo que a pessoa seja cristã ortodoxa, se quiser participar de um ritual budista ou visitar uma palestra, ninguém irá impedir sua presença”, diz.
Na Buriátia e na República de Tuva encontram-se budistas de todos os tipos: desde aqueles que conhecem profundamente cada elemento das orações até os que têm uma noção geral do budismo e só seguem a religião por costume ou tradição familiar.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.