O que esperar de uma visita a um russo

Com certeza os donos da casa já terão arrumado a mesa antes de sua chegada Foto: Lori/Legion Media

Com certeza os donos da casa já terão arrumado a mesa antes de sua chegada Foto: Lori/Legion Media

Não é segredo que os estrangeiros associam a Rússia ao frio eterno, aos ursos, à vodca e a atitudes grosseiras. Assim são os estereótipos. Mas o que acontece de fato se você decidir visitar a Rússia? A Gazeta Russa vai tentar esclarecer esta questão.

Espírito aberto, confiabilidade e hospitalidade são apenas algumas das qualidades que os estrangeiros citam quando compartilham suas impressões sobre os russos e a Rússia. Mas a maioria concorda que a primeira viagem à Rússia pode resultar em fiasco se você não tiver pelo menos um conhecido que fale o idioma e que possa ser seu guia por alguns dias.

Não é fácil fazer amizade com um russo, apesar de sua alma generosa e prontidão para ajudar em qualquer momento. Os russos são um povo fechado e podem chamar alguém de amigo só depois de muitos anos de convivência. Mas se você teve a sorte de receber um convite para ir à casa de um russo, o melhor é se preparar com antecedência, pois fazer visitas implica um ritual específico.

Se um russo decide convidá-lo para tomar chá, esse convite irá provavelmente soar mais ou menos assim: "Bem, você venha por volta das 17h ou 18h, quando lhe for mais conveniente. Está livre no sábado? Não? Então venha no domingo, para mim tanto faz". Para os russos não existe o conceito de chá das cinco ou de jantar de domingo com a família, eles estão acostumados a se adaptar ao convidado e esperam que ele faça o mesmo.

Pense com antecedência no presente que vai levar para o dono da casa: pode ser uma torta ou um doce para acompanhar o chá. Se houver crianças por perto, o melhor é comprar uma guloseima ou um brinquedo para cada uma delas (afinal, você não vai querer ser incomodado pelas crianças enquanto estiver visitando o seu amigo, certo?).

A Gazeta Russa já explicou por que razão os russos riem tão pouco. Não é porque estejam insatisfeitos com a vida ou com raiva de alguém: um russo pode sorrir de mil maneiras, e nem todo estrangeiro consegue se dar conta. Por isso não tenha dúvidas, o seu amigo russo está feliz por vê-lo!

A primeira coisa que espanta a maioria dos estrangeiros é a tradição russa de tirar os sapatos ao entrar em uma casa. O mais provável é que o dono da casa tenha vários pares de chinelos especialmente separados para os convidados.

Foto: Lori/Legion Media

Depois, provavelmente levarão você para conhecer a casa ou o apartamento. Não se surpreenda se no final desta "excursão" lhe propuserem ficar na cozinha – é lá que os russos têm o hábito de comer, beber chá, cozinhar, lavar a louça, ou seja, de fazer tudo o que tenha a ver com comida. Eles costumam comer na sala apenas em dias de festa.

Com certeza os donos da casa já terão arrumado a mesa antes de sua chegada. “Pôr a mesa” para um russo significa colocar em cima dela vários tipos de saladas, preparar um prato quente e cortar os aperitivos. Provavelmente o seu amigo irá lhe dizer várias vezes para não se acanhar e comer mais. É por isso que não aconselhamos você a comer antes de visitar a casa de um russo.

Esteja preparado para uma longa conversa sobre a vida, a política, a vizinha, as crianças, o destino, Dostoiévski e os mais variados temas. O russo gosta de conversar e será bom se você conseguir acompanhar a conversa ou até mesmo discutir sobre o tema proposto – os russos gostam de longas discussões.

Não espere que seu amigo russo lhe sugira que está na hora de ir embora – ele poderá ficar jogando conversa fora até bem tarde da noite, sem se esquecer nunca de lhe dar comida e, em seguida, de lhe propor passar a noite na casa dele. Fique atento ao relógio! Quando você conseguir finalmente convencer o seu anfitrião a deixá-lo ir embora, não se esqueça de lhe agradecer pela noite agradável e prometa que agora é você que fica esperando a visita dele. Agora você já sabe como recebê-lo e o que esperar dele quando for sua vez de bancar o anfitrião.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.