Cinco estátuas surpreendentes de Lênin

O parque de Lênin em Havana Foto: AP

O parque de Lênin em Havana Foto: AP

O primeiro busto do líder foi moldado pelo escultor Gueórgi Alekseiev, em 19 de fevereiro de 1919; desde então, milhares se espalharam pelo mundo.

É desconhecido o número exato de monumentos a Lênin, morto há 90 anos, erigidos durante o período soviético. No entanto, mesmo hoje em dia, depois de todas as transferências e desmontagens, calcula-se em mais de 6.000 mil o número de estátuas do líder da Revolução Bolchevique. Isso sem levar em conta os monumentos a Lênin nos países da CEI (Comunidade do Estados Independentes) e do antigo Bloco do Leste, os que estão em Cuba, país comunista, e estátuas até nos EUA.

O primeiro monumento

O primeiro busto do líder foi moldado pelo escultor Gueórgui Alekseiev em 19 de fevereiro de 1919 (mais tarde ele foi instalado em São Petersburgo). No entanto, oficialmente, uma escultura erigida em Noguinsk é que costuma ser considerada o primeiro monumento a Lênin, por ser de corpo inteiro. Esse monumento foi inaugurado no dia seguinte após a morte de Lênin, em 22 de janeiro de 1924.

O mais alto

 

Monumento de Lênin em Tcheliábinsk Foto: Vladimir Kozlov

Encontra-se em Volgogrado. O pedestal ocupa 30 metros da altura –a escultura de Lênin mede 27. A criação de Ievgeni Vuchetich está registrada no livro Guinness como o mais alto monumento a uma pessoa real. Na outra margem do rio Volga existe um pedestal análogo, mas que se encontra vazio. Anteriormente, em frente a Lênin, a estátua de Stálin estava postada sobre o outro pedestal.

O mais inacessível

 

Monumento de Lênin em Seattle. Foto: Alamy / Legion Media

Fica na Antártida. Em 1958, a terceira Expedição Antártida Soviética, sob a liderança de Euguêni Tólstikov, fundou ali a estação Polo da Inacessibilidade, a 463 quilômetros do Polo Sul. Foi lá que um Lênin olhando na direção a Moscou foi erigido.

O mais impressionante

É visível do espaço. Há quarenta anos, na fronteira da Sibéria com o Cazaquistão, entre os povoados Trabalho e Conhecimento, Aleksandr Kanschikov, engenheiro florestal sênior da empresa de silvicultura de Zverinogolovskoe, plantou árvores formando letras enormes que constituíram a inscrição “Lênin 100 anos”. Para fazer isso ele utilizou um milhão de mudas. A altura das letras é de cem metros e a largura, de cinquenta. A inscrição foi descoberta relativamente há pouco tempo, com a ajuda do serviço de mapas Google Earth.

A maior cabeça do líder

Em agosto de 2011, alguns meses antes de sua morte, o líder norte-coreano Kim Jong Il visitou a Rússia, onde se curvou ao monumento à cabeça de Lênin. A maior cabeça de Lênin do mundo encontra-se em Ulan-Ude, a capital da Buriácia. A escultura tem dimensões de 7,7x2,8m e pesa 42 toneladas. A cabeça de tamanho impressionante foi criada na fábrica de corte de pedra de Mitischinski e, em 1971, erigida em frente à Casa do Governo da República da Buriácia, em homenagem ao centenário do nascimento de  Lênin.


Foto: kinopoisk.ru

Mais tarde, cogitaram várias vezes desmontar a escultura, mas ela acabou sendo  restaurada. Os moradores da cidade até mesmo confeccionaram um enorme chapéu com protetores de orelhas para ela.

Ruas

O Sistema Federal de Informação de Endereços publicou uma lista com os nomes de ruas mais populares na Rússia. Lênin permanece em primeiro lugar entre as figuras históricas mais lembradas. No país ainda restam 7.674 ruas que ostentam o nome do líder da revolução, embora o seu número esteja diminuindo gradualmente. Em segundo lugar está o primeiro cosmonauta, Iúri Gagárin.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.