Mesmo mais tímida, celebração de Natal na Rússia é animada

Muitos moscovitas e outros estrangeiros preferem sair de Moscou durante os festejos Foto: Ramil Sítdikov/RIA Nóvosti

Muitos moscovitas e outros estrangeiros preferem sair de Moscou durante os festejos Foto: Ramil Sítdikov/RIA Nóvosti

Gazeta Russa selecionou atividades para os estrangeiros que querem se sentir em casa na véspera de Natal e uma Moscou cheia de neve.

Na Rússia, o principal feriado de inverno é considerado o Ano Novo, e o feriado ortodoxo mais exuberante é a Páscoa. Aqui o Natal não é comemorado na escala festiva como a do resto da Europa, mas isso não significa que seja impossível celebrá-lo. A Moscou coberta de neve tem tudo o que você precisa para criar uma verdadeira atmosfera de Natal: feiras, presentes, cartões e coros natalícios. Só não tem mesmo é o Papai Noel, embora exista a Snegurotchka [Donzela da Neve, personagem da tradição natalícia russa, a neta do Papai Noel russo, conhecido por Diéd Moróz].

Anna e Arvid, um casal de noruegueses, estão planejando passar o Natal em Moscou. Anna vai cozinhar ganso com maçã e à noite o casal assistirá à missa na Catedral da Imaculada Conceição da Bem-Aventurada Virgem Maria, na rua Malaia Gruzinskaia. O sermão das missas natalícias em Moscou poderá ser ouvido em inglês, espanhol, italiano, alemão, polonês, coreano, entre outras línguas. Em Moscou haverá missa do galo em três igrejas católicas, três luteranas e duas protestantes. Devido ao grande número de visitantes, na noite de Natal a missa será realizada em duas ou três sessões.

Infelizmente, os dias feriados para comemorar as festas de inverno terão início apenas em 2014 na Rússia. Até no dia 31 de dezembro muitos russos vão ter que ir trabalhar. Apenas algumas organizações não-governamentais fazem do dia 24 de dezembro um dia de trabalho mais curto. 

O marido de Anna trabalha em Moscou há mais de três anos. Este é o seu segundo Natal na capital russa. "No começo eu não sabia que não dá para encontrar aqui cartões de Natal propriamente ditos: todos os cartões têm a frase ‘Feliz Ano Novo’, e o Papai Noel aparecia sempre com um casaco azul e na companhia da neta, a Donzela da Neve, uma menina loira com um estranho gorro na cabeça. Naquela altura eu ainda não sabia que aqui os cartões podem ser vendidos sem envelopes, por isso ainda tinha que ir comprar os envelopes separadamente. Agora já dá para encontrar mais cartões de Natal. Basta comprá-los nas feiras natalícias locais, que começam em 20 de dezembro", conta Anna.

Este ano, o número de feiras natalícias na capital bateu recorde: haverá mais de 30 feiras de Natal de cidades europeias e russas reunidas aqui por ocasião do festival “Viagem ao Natal”. Da Europa para Moscou vieram representações de Praga, Viena, Bruxelas, Riga, Copenhagen, Alsácia e Estrasburgo: o mais antigo mercado de Natal da Europa estará livre para visitação a partir de 24 dezembro até 7 janeiro na praça em frente ao Teatro Bolshoi.

Foto:Reuters

Ao longo das muralhas do Kremlin barraquinhas venderão lembranças tradicionais russas: bandejas pintadas, bolinhos de gengibre, xales felpudos exclusivos de Orenburg e brinquedos com a pintura tradicional khokhlomá. Ali mesmo, bem perto, também será possível comprar um pinheiro de Natal francês da Alsácia e outros atributos natalícios. E para o ajudar a traçar o caminho dali para as outras feiras de Natal da redondeza, há o mapa natalício.

“Sesons of Life”

A popular revista “Seasons of Life” organiza pela terceira vez o festival Season, que tanto agradou aos moscovitas, nos jardins Ermitage, desta vez no estilo tradicional russo. O programa terá verdadeiros corais de natal (uma raridade para a capital russa), bazar de pinheiros, presépios e iguarias com caviar e feira. Para os amantes de peças de design, a Maçãs do Paraíso contará com mais de duas centenas de designers e artistas russos expondo os seus trabalhos. Aqui você pode comprar cartões feitos à mão (adquirir cartões de Natal em Moscou é coisa geralmente muito difícil), decorações de Natal, anjos decorativos, Diéd Moroz [Papai Noel russo] de madeira e grinaldas de Natal. E para os caçadores de raridade da era soviética, haverá a Feira Lambada Market, com discos de vinil, enfeites de árvore de Natal em forma de foguetes, astronautas, estrelas vermelhas e bolinhas de plástico, patins antigos e esquis de madeira da marca Aist.

Os presentes tradicionais russos são algo indispensável. Qualquer pessoa que tenha passado alguns anos aqui não regressa para casa sem um tapete, uma bandeja, botinas, gorro de pele com proteção de orelha ou camisetas com a imagem de Lênin.

Muitos moscovitas e outros estrangeiros, ao contrário de Patrick ou Anna, preferem sair de Moscou durante os festejos. Se não para o seu próprio país, então, pelo menos, para os subúrbios de Moscou. Os destinos favoritos de Natal são as cidades da rota do Anel de Ouro (Iaroslavl, Kostroma, Uglitch e outras), os santuários histórico-paisagísticos da velha Riazan, assim como os resorts que oferecem programas especiais para o Natal católico.

"Este já vai ser o terceiro ano que eu e minha família aproveitamos para descansar em Nakhabino, com grandes encostas, muita neve e floresta ao redor. Muitos dos estrangeiros que passam em Moscou a época do Natal vão para lá durante os feriados. Todos os anos nós comemoramos juntos, mesmo se durante o resto do ano a gente não se veja", diz Alonso, um espanhol que vive na Rússia há mais de 7 anos.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.