Biquíni brasileiro já faz sucesso no país do inverno

Biquínis, malhas e jeans brasileiros já fazem sucesso no país Foto: AFP/East News

Biquínis, malhas e jeans brasileiros já fazem sucesso no país Foto: AFP/East News

Livros, sites e novas distribuidoras querem levar burburinho da moda brasileira para Moscou.

Balançando ao som de house enquanto modelos magérrimas circulavam para lá e para cá, o palacete da Embaixada do Brasil em Moscou foi palco, no dia 4 de dezembro, do coquetel de lançamento do livro “Textos do Brasil. Moda”. 

O evento é parte dos esforços diplomáticos para incrementar as trocas comerciais entre os dois países no setor. “As lojas russas receberão, já em 2014, diversos produtos brasileiros. Por enquanto, eles serão vendidas em lojas multimarcas. Mas os compradores russos já poderão avaliar peças de figuras-chaves da indústria da moda brasileira”, disse à Gazeta Russa o adido para o Comércio e Investimento brasileiro Danilo Teófilo Costa.

Ele afirma que, em breve, o projeto invadirá a internet, unindo diversas marcas brasileiras em um único site em russo. “Será a plataforma da moda brasileira on-line. Por meio dela, os clientes russos terão acesso direto a marcas brasileiras, sem intermediários”, explica.

Para o encarregado de negócios da Embaixada do Brasil na Rússia, Fernando Barreto, a iniciativa já está rendendo frutos. “Falei com representantes de diversas empresas russas de varejo e todas estão prontas a cooperar com as marcas brasileiras”, afirma.

Projetos-pilotos

Um pequeno número de empresas brasileiras já ingressou no mercado russo em “modo de teste”. “Compramos produtos de diversas marcas para a loja de departamentos Tsum. Mas acho que a grife que fez mais sucesso dentre todas foi a Daslu”, conta a compradora do grupo Mercury, Inna Onor. Segundo ela, os principais trunfos do país foram os biquínis, malhas e jeans.

A gerente Anna Orlova compartilha a mesma opinião. “Os brasileiros têm os melhores maiôs, é seu know-how. Antigamente era possível encontrar biquínis da Osklen na Rússia. Além disso, os designers do Brasil têm acabamentos perfeitos nos jeans e vestidos, que se assentam com perfeição na figura feminina”, diz.

Uma nova distribuidora de marcas brasileiras, a Dom Açaí, já foi criada para suprir a nova demanda no país. Porém, sua diretora-executiva, Iana Osmanova, não revela quais marcas lançará no no próximo ano. 

“Estamos ainda em fase de conversações com as empresas. Mas já fechamos uma série de desfiles de designers brasileiros para 2014, assim como seminários ministrados por estilistas brasileiros em escolas russas de moda”, conta.

Caminho (in)certo

Para a diretora-geral do Fashion Group Consulting, Anna Lebsak-Kleimans, as lojas de vendas exclusivas de uma única marca brasileira talvez ainda não consigam sobreviver no Rússia. 
“Em 99% dos casos, os designers brasileiros fazem coleções de verão [para os padrões russos]. Nas lojas de marca exclusiva certamente faltará variedade de opções para as outras estações. Pelo menos até conseguir ganhar fama e ter uma demanda estável, as marcas brasileiras terão maior sucesso em lojas multimarcas.”

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.