Ativistas ortodoxos sabotam peça de teatro “antirreligiosa”

Dmítri Tsorionov, líder entre os ativistas ortodoxos, subiu ao palco durante a apresentação da peça “Um Marido Ideal”, no Teatro de Arte de Moscou, para protestar contra cena polêmica.

Pouco antes do final do segundo ato, Tsorionov e uma garota não identificada subiram ao palco ao gritos, demonstrando indignação pelo conteúdo de “Um Marido Ideal”, dirigido por Konstantin Bogomolov. “Como podem tolerar gozação sobre a fé de vocês? Por que vocês odeiam tanto a Cristo, afinal, Ele foi crucificado por nós”, diziam.

A dupla interrompeu uma cena em que um padre gay ora por uma mulher nua que está fingindo ser crucificada. Os funcionários do teatro, com a ajuda dos próprios espectadores, levaram dois minutos para apartar a briga que começou diante da plateia e conseguiram tirar os dois ativistas do palco, antes de a peça continuar normalmente.

“Estava sentado na segunda fileira, quando Enteo [apelido de Tsorionov] e uma moça ortodoxa entraram calmamente pelos bastidores, perfeitamente enquadrados no estilo do espetáculo”, contou à agência RIA Nóvosti o produtor musical Aleksandr Tcheparúkhin. “A moça começou a chorar de verdade. Se isto tivesse sido pensado com atores de verdade, teria sido uma cena muito forte.”

A polícia foi prontamente acionada, e os infratores acabaram sendo conduzidos para a delegacia local. “Eles responderão por vandalismo”, declarou um porta-voz da assessoria de imprensa do Ministério do Interior, sem prestar mais detalhes sobre o caso.

Fonte: Youtube.com

A direção do Teatro de Arte de Moscou, que havia suspendido temporariamente a peça, já anunciou a próxima sessão do espectáculo “Um Marido Ideal” para o dia 14 de dezembro. “Todos os lugares estão vendidos. Ninguém pretende cancelar o espetáculo devido ao incidente”, acrescentou um representante da companhia de teatro.

 

Com materiais dos veículos RIA Nóvosti e Lenta.ru              

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.