Exposição retrata cem anos de fotografia erótica russa

"Nó de tempo" (2005), de Stas Námin Foto: divulgação

"Nó de tempo" (2005), de Stas Námin Foto: divulgação

Percorrendo momentos de 1900 até 2000, mostra "Beleza sem glamour?" traz retratos nus ao Palácio Stroganov, em São Petersburgo.

Os organizadores da primeira exposição de fotografias de nudez de grande magnitude na Rússia enfatizam que não há provocação nem vulgaridade nas obras expostas. “Aqui não se vê brilho nem glamour. Em sua maioria, essas fotos não podem ser chamadas de bonitas”, conta a curadora da exposição Svetlana Zíntchenko. 

Segundo ele, é uma espécie de protesto contra as fotos retocadas e editadas pelo photoshop, privadas das imperfeições dos corpos e desprovidas de alma. “Aqui a mulher é apresentada como um sujeito, e não como um objeto", ressalta Zíntchenko.

"Da série nú" (1990), de Andrêi Kniazev Foto: divulgação

Entre os autores das fotos estão mestres conhecidos como Alfred Eberling, Nikolai Svischtov-Paola, Andrêi Kniazev, Dmitri Vozdvizhenski, Aliá Esipovitch, Vita Buiwid, Vazgen Arutiunov e outros.

“As fotografias mais antigas, dos anos 1900, estão representadas pelo trabalho do famoso pintor Alfred Èberling, que foi aluno de Iliá Répin”, diz Zíntchenko. Èberling fotografava as suas modelos para que elas não precisassem ficar por um longo tempo em posições desconfortáveis, e aproveitava essas imagens como esboços para os seus trabalhos. “Ele fotografava também as senhoras da sociedade. Entre as suas modelos estão Tamara Karsávina e Anna Pávlova”, completa Zíntchenko.

Estão também expostas raríssimas fotografias tiradas após os anos 1930, época em que o gênero “nu” deixou de ser considerado como “arte oficial” pelos dirigentes da URSS. O número de trabalhos do tipo só foi aumentar a partir dos anos 1960, embora de forma ainda contida. Os anos 1990, por sua vez, estão amplamente representados por muitos autores, diferentes pontos de vista e técnicas.

A exposição ficará aberto até o final de setembro, e a entrada é permitida somente para maiores de 18 anos.

 

Com materiais da Rádio da Rússia-São Petersburgo e do site Moi raion

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.