As tranças do verão russo

Tranças são a nova moda de Moscou, desde que feitas "para fora" Foto: Lori / Legion Media

Tranças são a nova moda de Moscou, desde que feitas "para fora" Foto: Lori / Legion Media

Cabelereiros de Moscou falam sobre a popularidade desse penteado leve e ideal para a temporada de calor da capital.

Na Rússia antiga as tranças eram consideradas um penteado tradicional para as jovens solteiras. A trança feita de três mechas, trançada a partir da nuca, era decorada com fitas ou passamanarias e no verão, com flores. Depois de casadas, as mulheres já não mostravam as tranças e eram obrigadas a usar adornos que encobriam a cabeça, escondendo os seus cabelos.

As tranças simples, tradicionais na Rússia antiga, agora recuaram para um segundo plano e ficaram na moda aquelas, cujo trançado é feito “para fora”, isto é, em volta da cabeça.

"Isso não é tão difícil, quanto parece. Eu assisti a um vídeo na Internet, com instruções detalhadas e agora, quando fico com vontade de ter um penteado bonito, faço as tranças”, - diz Irina, possuidora de belos cabelos loiros.

A internet russa ficou inundada com quantidades inimagináveis de vídeos com instruções passo a passo, para fazer tranças dos mais variados tipos: “espigas”, “tranças gregas”, “rabo de peixe”. Muitas vezes são vídeos que foram gravados no idioma inglês, e não têm tradução.

As moscovitas seguidoras da moda complementaram o penteado de tranças gregas, com longas saias de chiffon e sandálias leves, no estilo das antigas deusas gregas.

A arte de trançar os cabelos tornou-se um negócio muito rentável. “Quase todos os salões de cabeleireiros estão prontos para fazer tranças, mas com maior frequência, as garotas utilizam os estúdios em shoppings, pois o custo é menor. Enquanto no salão a trança - considerada um penteado como outro qualquer - sai por cerca de US$ 60, no shopping farão a trança por 10 a 20 dólares”, conta Olga, que está fazendo um curso de formação de cabeleireiros.

Os pequenos “estúdios-express” para trançar cabelos, com algumas cadeiras e estilistas, surgiram em praticamente todos os grandes shoppings de Moscou no ano passado.

“Estamos trabalhando aqui há um ano. Nossas clientes são meninas, garotas, senhoras e, até mesmo, as avós”, diz Evguênia, do estúdio "Voila”. Ela não leva mais que 10 minutos para fazer um penteado. A própria Evguênia também tem um trança de lado, adornada com uma delicada flor rosa. Segundo o site da empresa, todos os estúdios filiados atendem, por dia, de 80 a 150 pessoas.

A atividade de trançar cabelos tornou-se tão popular que até mesmo atraiu pessoas das mais sérias profissões.

"Minha amiga economista tinha 35 anos quando decidiu deixar o seu trabalho e começar a fazer tranças", conta a jornalista moscovita Anna. "E, a julgar pelo seu estilo de vida atual, esse trabalho mostrou-se ainda mais rentável do que o seu trabalho anterior. A única desvantagem surgiu quando, recentemente, viajamos para descansar em uma grande turma e a nossa amiga não conseguiu descansar, em vez disso, ficou a semana inteira fazendo tranças para todas as nossas meninas. Elas passaram as férias inteiras de tranças”. 

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.