Celebração dos 400 anos da dinastia Romanov tem exposição em São Petersburgo

A exposição abre com as cartas da esposa de Pedro, o Grande, Catarina I, com os autógrafos de Anna Ioannovna e Elizaveta Petrovna Foto: Tatiana Chrámtchenko

A exposição abre com as cartas da esposa de Pedro, o Grande, Catarina I, com os autógrafos de Anna Ioannovna e Elizaveta Petrovna Foto: Tatiana Chrámtchenko

Mostra lembra que durante praticamente um século de sua história, a Rússia viveu sob o reinado de imperatrizes.

O edifício principal da Biblioteca Nacional em São Petersburgo inaugurou recentemente a exposição “Mulheres da Dinastia dos Romanov na História da Rússia”.

A mostra, dedicada ao aniversário de 400 anos da dinastia Romanov, sugere lançar um olhar novo para um período da história da Rússia em que as mulheres de destaque na dinastia imperial desempenharam um papel muito significativo.

A exposição, que abre com as cartas da esposa de Pedro, o Grande, Catarina I, com os autógrafos de Anna Ioannovna e Elizaveta Petrovna, lembra que durante praticamente um século de sua história, a Rússia viveu sob o reinado de imperatrizes.

No centro desta parte da exposição encontram-se materiais do arquivo de Catarina, a Grande, cuja personalidade é representada por uma grande variedade de documentos e de decretos de importância de estado e de sua correspondência.

Uma das seções mostra o destino das representantes da linha feminina da família dos Romanov no século 20. São apresentados, em particular, documentos exclusivos pertencentes à última imperatriz, Alexandra Fiódorovna e sua irmã, Elizaveta, executadas após a revolução.

Estes e muitos outros materiais foram recolhidos no acervo das coleções do departamento de manuscritos da biblioteca.

 

Publicado originalmente pela agência ITAR-TASS

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.