Mausoléu de Lênin foi reaberto à visitação pública

Mausoléu de Lênin (foto) serviu de inspiração para o Salão e Memorial do Presidente Mao, na China Foto: Itar-Tass

Mausoléu de Lênin (foto) serviu de inspiração para o Salão e Memorial do Presidente Mao, na China Foto: Itar-Tass

Após oito meses de reforma, uma das principais atrações da Praça Vermelha voltou a abrir as portas aos visitantes.

O mausoléu que abriga os restos mortais do líder comunista Vladímir Lênin, localizado na Praça Vermelha, em Moscou, reabriu no último dia 15, depois de reformas para resolver problemas de vazamento e restaurar a iluminação natural.

A atração havia sido fechada para visitação pública em setembro do ano passado, quando especialistas ficaram preocupados com os vazamentos no telhado e a estrutura instável de uma das principais atrações da capital russa. O túmulo de Lênin não passava por grandes reformas durante 80 anos.

“Todo o trabalho de restauração foi concluído até o final de abril, mas a reinauguração foi adiada para depois do desfile do Dia da Vitória na Praça Vermelha [em 9 de maio]”, disse o porta-voz do governo, Serguêi Deviatov, à agência RIA Nóvosti.

De acordo com Deviatov, a estrutura do mausoléu foi reforçada com 350 estacas ao redor da área onde está instalado o mausoléu.

“Os reparos também incluíram a impermeabilização do andar superior do mausoléu a e restauração da iluminação original”, acrescentou o porta-voz.

Durante os reparos, o corpo de Lênin ficou fechado em seu sarcófago dentro do mausoléu e coberto com uma cúpula inflável para garantir a proteção contra possíveis danos. 

Polêmica eterna

Lênin morreu em 21 de janeiro de 1924, e seu corpo foi embalsamado e colocado no mausoléu especialmente construído na Praça Vermelha. Desde os anos soviéticos, multidões visitam o santuário.

No entanto, as propostas de remover o corpo de Lênin do centro de Moscou surgiram imediatamente após a dissolução da União Soviética, em 1991.

A maioria das recentes pesquisas de opinião pública demonstrou que quase metade dos russos acreditam que o corpo de Lênin deve ser retirado do mausoléu e enterrado em um cemitério.

Mesmo assim, a discussão parece não levar a conclusão alguma, já que a liderança da Rússia evitar assumir qualquer posição comprometedora.

 

Horário de visitação:

Diariamente entre 10hs e 13hs, exceto segundas e sextas-feiras.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow News

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.