Bem-vindos a “Great Urals”

Rafting é prática comum pelos rios de montanhas dos Urais Foto: Andrêi Kipiatkóv

Rafting é prática comum pelos rios de montanhas dos Urais Foto: Andrêi Kipiatkóv

Marca turística própria reúne diferentes regiões do interior localizadas em ambos os lados dos montes Urais.

Na área que será compreendida pela marca turística “Great Urals” abrange 9 pontos importantes do país, cada qual com atrações históricas e naturais únicas. Mas são pouco conhecidas fora do país, para atrair visitantes é preciso unir forças e criar conexões inter-regionais. Afinal, para os turistas não importa os nomes das unidades administrativas da Rússia, mas os itinerários.

Um excelente exemplo é o meteorito caído em 15 de fevereiro deste ano no sul dos montes Urais, dentro do lago Tchebarkul, na região de Tcheliábinsk. Desde então, já surgiram rotas turísticas relacionadas com o meteorito, que atraem muitos turistas do Reino Unido, Alemanha, China e Estados Unidos. Como o aeroporto internacional mais próximo está situado nas proximidades da região de Sverdlovsk, em Iekaterinburgo, os visitantes poderão de quebra passear por duas regiões dos Great Urals.

Em uma só viagem, é possível olhar as estrelas no Observatório de Kourovka, ir para o lugar onde passa a fronteira entre a Europa e a Ásia, descer às profundezas de uma mina de ouro. Ao longo do caminho, também são muitos os museus de mineralogia, onde são exibidas pedras preciosas exclusivas dos Urais.

Bem ao lado, a região de Perm também atrai visitantes por seu famoso Triângulo de Molebski, um ponto de encontro de ufólogos e os caça-fantasmas onde foram registradas inúmeras eventos curiosos. Se o nível de adrenalina ainda não for suficiente, a região também oferece opções de rafting por um rio de montanha.

No inverno, o rafting pode ser substituído por banhos em fontes de água quente na região de Tiumen, uma opção bem convidativa para os muitos dias em que os termômetros atingem os 20 graus negativos. Por fim, ainda dá pra ter um gosto da trágica história da dinastia dos Romanov  ao percorrer o trecho da ferrovia Transiberiana que passa pelos montes Urais.

Por enquanto ainda existem poucos pacotes turísticos que abrangem diferentes regiões dos Urais, mas as agências de viagens estão aptas a bolar esse tipo de passeio de acordo com os desejos dos clientes, garantem os locais.

A ideia de criar a marca “Great Urals” foi bem recebida por especialistas estrangeiros, conforme comprovado pela chefe do centro de desenvolvimento do turismo na região de Sverdlovsk, Elmira Tukanova, no lançamento do projeto em Berlim. Os países mais promissores em termos de fluxo turístico para os montes Urais são os que têm voos diretos para Iekaterinburgo, como Reino Unido, Alemanha, China, Turquia e República Tcheca. Outra parcela grande de turistas visitam os montes Urais vindos pela ferrovia Transiberiana, que está entre os 10 principais destinos de turismo do mundo.

A comunidade turística das regiões dos Urais está atualmente preparando um documento no qual ficarão definidos os planos futuros de desenvolvimento da marca, como a criação de um símbolo único, participação conjunta em exposições internacionais e desenvolvimento de um planejamento comum de eventos.

10 grandes eventos que acontecerão nos Great Urals ao longo dos próximos 5 anos:

Festival de técnica de aviação Adrenalina da Primavera (Ufa, maio 2013)

Exposição da indústria e da inovação Innoprom (Iekaterinburgo, julho de 2013)

Festival de Balonismo Feira do Céu (Kungur, julho de 2013)

Exposição internacional de armas RussianArmsExpo (Nijni Taguil, 25 a 28 de setembro de 2013)

International Music Festival Eurasia (Iekaterinburgo, 4 a 16 de outubro de 2013)

Revezamento da tocha olímpica (Iekaterinburgo, Perm e outras cidades, 2014)

Campeonato Mundial de Judô (Tcheliábinsk, 2014)

Final da Copa do Mundo de Programação   (Iekaterinburgo, 2014)

Campeonato Europeu de Patinação de Velocidade (Tcheliábinsk, 2015)

Jogos da Copa do mundo (Iekaterinburgo, 2018)

Regiões que podem entrar na marca “Great Urals”

Sverdlovsk (Iekaterinburgo)

Tcheliábinsk (Tcheliábinsk)

Kurganskaya (Kurgan)

Permski (Perm)

República do Bascortostão (Ufa)

Tiumen (Tiumen)

Orenburgo (Orenburg)

Distrito autônomo de Khanti-Mansi (Khanti-Mansisk)

Distrito autônomo de Iamalo-Nenets (Salekhard)

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.