Ministério da Cultura divulga expectativas para a indústria de cinema nacional em 2013

Foto: PhotoXPress

Foto: PhotoXPress

Em 2013, o Fundo do Estado para o Cinema irá distribuir 3 bilhões de rublos entre os produtores nacionais.

O Ministério da Cultura e o Fundo do Estado para o Cinema assinaram um acordo sobre os termos para a alocação de orçamento para produção e o aluguel de filmes em 2013.

A alocação do dinheiro para o Fundo será considerada eficiente se os filmes das maiores empresas nacionais de cinema conseguirem atrair no mínimo 13,2% do número total de espectadores dos cinemas este ano, diz o documento. Em 2013, o Fundo irá distribuir 3 bilhões de rublos entre os produtores.

Cada ano o Fundo seleciona as chamadas empresas-líderes (10 neste ano), entre as quais distribui a parte principal do suporte orçamentário. A lista de empresas que receberão o dinheiro este ano ainda não foi definida: o Fundo ainda está recolhendo as solicitações das empresas. O Conselho Administrativo deverá determinar os líderes até o final de maio.

Os critérios de medição da eficácia para o Fundo do Cinema foram definidos pelo governo pela primeira vez em 2012: os filmes feitos pelos líderes de mercado devem arrecadar um valor não inferior a 12% da bilheteria nacional.

De acordo com os dados do Fundo, os líderes conseguiram arrecadar somente 7% –2,63 bilhões de rublos. Apesar disso, os curadores decidiram que a participação dos líderes neste ano deverá crescer de 12% até 13,2% do valor da bilheteria, afirmaram vários participantes na reunião do Conselho em janeiro para o “Védomosti”.

Os produtores calcularam que, tendo em vista o crescimento de toda a bilheteria nacional, na verdade, isso significa que os líderes precisam dobrar as suas arrecadações.

 

Publicado originalmente pelo Védomosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.