A verdade sobre os ursos russos

“Os ursos são tão temperamentais quanto as mulheres bonitas”, diz o ditado no Extremo Oriente russo Foto: Lori/Legion Media

“Os ursos são tão temperamentais quanto as mulheres bonitas”, diz o ditado no Extremo Oriente russo Foto: Lori/Legion Media

Visitar uma floresta russa pode ser inesquecível, mas que seja pelas belas paisagens. Quanto mais calor, mais importante é conhecer os hábitos dos ursos a fim de evitar ou escapar de uma situação potencialmente fatal.

Quando se trata de estereótipos populares, todos já ouviram falar de cangurus pulando na pista do aeroporto de Sydney, leões aparecendo para dar oi às crianças no centro de Nairóbi ou vacas perambulando pelas ruas de cidades da Índia (tudo bem que esse último é realmente verdade). Para alguns russos, muitas áreas a leste dos Urais são partes de algum tipo de terra exótica com o permafrost (solo constituído por terra, gelo e rochas permanentemente congelados) e gulags (campos de trabalho forçado da época soviética). Outros geralmente associam o Extremo Oriente russo com os ursos.

Os ursos da ilha de Sakhalin, região rica em petróleo, são tema de muitas piadas. Não há jeito mais fácil de irritar um nativo da ilha (inclusive este que vos fala) do que perguntar se os ursos passeiam pelas principais ruas da capital, Iujno-Sakhalinsk. Com toda a sinceridade, em 2006, houve relatos confirmados de ursos que conseguiram atravessar as florestas e alcançaram a pista principal do aeroporto, mas isso não é tão frequente.

Por mais tranquilos que pareçam, não se pode enganar. Esses animais de grande porte não são criaturas amigáveis e afetuosas à procura de uma cesta de piquenique. Todos os anos, são contadas histórias de pessoas que são mortas por ursos nas florestas de Sakhalin ou no arquipélago de Chantar, um conjunto de ilhas virgens no território de Khabarovsk. Mas a maioria desses incidentes acontecem no mês de abril, quando os ursos acordam do período de hibernação e o alimento é escasso. E não é que eles estão buscando um pedaço de carne humana; simplesmente ficam muito irritados nessa época em que até mesmo as frutas silvestres são insuficientes.

À medida que as temperaturas vão subindo ainda mais e os salmões migram de volta aos rios para a desova, os ursos tendem a ficar completamente indiferentes em relação aos seres humanos. Apesar de ficarem de olho nos pescadores à distância, aqueles que estabeleceram contato visual com os ursos (e viveram para contar a história) garantem que o animal só vai atacar se sentir ameaçado.

O urso marrom de Sakhalin, acredite ou não, é um animal tímido. É apenas o instinto de autopreservação que impulsiona esse enorme animal a agredir as pessoas. A mãe ursa, por exemplo, protege seus filhotes da mesma forma que uma galinha defende seus pintinhos. A diferença é que um urso pode causar mais prejuízos do que uma galinha, por isso é melhor manter uma distância segura. A regra fundamental quando se lida com os ursos é nunca tocar no filhote, não importa o quão adorável ele parecer. Nem mesmo se a mãe não estiver por perto.

A segunda regra mais importante é nunca fugir de um urso. Por puro instinto, o animal vai perseguir o ser humano até conseguir acabar com ele. Se parecer que o russo está te desafiando, simplesmente se afaste lentamente, mas não vire de costas para o animal em momento algum.

Quanto menor o número de seres humanos em um grupo, mais tímido ele ficará. Um grupo de mais de três pessoas pode, contudo, assustar o urso e torná-lo agressivo. Nesse caso, um ataque de pânico pode fazê-lo atacar. Um velho amigo meu, profundo conhecedor do mundo selvagem, disse-me que o grupo deve tentar imitar o rugido de um leão ou de um tigre, pois isso fará com que o urso corra para bem longe. Outra maneira de afugentar um urso é batendo em uma chaleira ou fazendo outro barulho. “Se a sua voz é ruim o suficiente, tente cantar. Isso pode ajudar”, garante esse conhecido.

Para aqueles que não querem de modo algum se deparar com um urso na selva, basta visitar essas áreas mais remotas no final de maio, quando os ursos já se alimentaram bastante. Mantenha os alimentos em recipientes fechados, já que o cheiro de comida atrai todos os tipos de amigos indesejáveis​​, e deixe uma fogueira acesa.

No Extremo Oriente russo, há um ditado que diz que os ursos são tão temperamentais quanto as mulheres bonitas. Isso é razão suficiente para não chegar muito perto, já vez que os ursos podem causar mais danos do que uma bela figura do sexo oposto. De um modo geral, os meses mais quentes são um ótimo momento para se aventurar nas florestas russas, porém, é aconselhável ir acompanhado de um guia experiente ou de pessoas que conhecem as trilhas como a palma da mão.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.