Polunin é nomeado diretor do circo mais antigo da Rússia

Viatcheslav Polunin Foto: RIA Nóvosti

Viatcheslav Polunin Foto: RIA Nóvosti

Após escândalo de inúmeras fraudes financeiras, renomado mímico russo assume difícil tarefa de reerguer o primeiro circo de pedra permanente do país. Especialista na área contesta, entretanto, a possível contribuição Viatcheslav Polunin nessa nova empreitada.

O mímico russo Viatcheslav Polunin foi nomeado diretor do primeiro circo de pedra permanente da Rússia nas margens do rio Fontanka, em São Petersburgo.

“Decidimos não realizar o concurso para tal escolha. Polunin é uma estrela de nível mundial, e nós somos gratos por ele ter concordado em assumir a tarefa de reavivar o circo. Ele tem inúmeros planos criativos e esperamos que o Cirque du Soleil se morda de inveja”, informou o ministro da Cultura da Rússia, Vladímir Medinski, durante a recente coletiva de imprensa.

Vivendo principalmente na França, o mímico pretende criar um novo circo.“Assim como nos anos 80 havia novas formas de fazer palhaçada, é preciso hoje desenvolver um novo circo, um novo cabaré, um teatro visual e de rua, que represente toda a cultura moderna da festa”, disse Viatcheslav Polunin à agência de notícias RIA Nóvosti.

Polunin foi um dos fundadores do Teatro “Licedei” (“Comediantes”, em russo),  extremamente popular na União Soviética por sua mímica, a qual Polunin chamava de “palhaçada filosófica”. Entre as honras recebidas por ele, estão o Prêmio Laurence Olivier, os títulos no Festival de Edimburgo, na Ordem da Amizade da Rússia e de “Artista do Povo”. Seu “Show da Neve” (apresentado no Brasil com o nome Slava Snowshow) está em turnê há duas décadas e foi considerado um clássico teatral do século 20.

O diretor anterior se afastou do cargo por causa de um escândalo sobre fraudes financeiras vir à tona. Além disso, o próprio circo estava praticamente em ruínas. “Sendo um dos elementos mais antigos na Rússia, fiquei até deprimido com tal situação indecente”, disse o ministro Medinski, depois de ter vistoriado o circo de São Petersburgo em janeiro

Por esse motivo, a primeira missão de Polunin não será criar programas artísticos novos, mas realizar uma reforma no local, definir a situação com os inquilinos e comprar mobília nova. O ministério sugeriu, inclusive, desmembrar o antigo cargo de diretor de circo em diretor de arte e diretor, para livrar Polunin dessas responsabilidades.

 “Não entendo por que o circo e o próprio Slava vão contar com ele, porque, no fundo, ele não é um homem do circo, mas sim do teatro”, contestou Maksim Nikulin, diretor do Circo de Moscou no Tsvetnoy Boulevard em entrevista à agência RIA Nóvosti, acrescentando que o próprio Punin havia confessado que se sente melhor no palco do que a arena de circo.

Nikulin completou que Polunin está provavelmente achando interessante assumir um novo papel, mas o diretor do Circo de Moscou não está certo de que essa decisão tenha futuro.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.