Ex-policial russo é condenado por espionagem para CIA

Segundo FSB, Tchistov declarou-se completamente culpado em audiência.

Segundo FSB, Tchistov declarou-se completamente culpado em audiência.

Ruslan Krivobok/RIA Nôvosti
Tchistov cumprirá 13 anos em regime fechado por repassar segredos de Estado.

Nesta quinta-feira (12), o tribunal de Moscou proferiu uma sentença de 13 anos em regime fechado a um ex-funcionário da polícia da área da Grande Moscou aliciado pelo serviço secreto norte-americano.

"Na audiência, Tchistov declarou-se completamente culpado, confirmou seu aliciamento pela CIA e a entrega ao serviço secreto estrangeiro de informações classificadas como segredos de Estado sobre as atividades da polícia russa", declarou a assessoria de imprensa do FSB (Serviço de Segurança Federal, órgão que substituiu a KGB) à agência de notícias Interfax.

Aliciado por agentes norte-americanos e realizando por três anos as tarefas que eles lhe passavam, Tchistov recebia dinheiro para reunir material e enviar ao exterior "informações acessíveis a ele no serviço, entre elas, informações classificadas como segredos de Estado", ressaltou a assessoria do FSB.

Com material da agência Interfax.

 
Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.