Compras on-line crescem quase 25% no primeiro semestre

Alamy / Legion-Media
Em meio à queda do rublo, produtos na rede passaram a custar menos do que nas lojas. Maior acesso a dispositivos móveis deve manter tendência positiva no mercado on-line.

No primeiro semestre de 2015, as despesas médias dos russos em conteúdo on-line cresceram 24% em comparação com o mesmo período do ano anterior, segundo um levantamento realizado pelo instituto de pesquisa de mercado Synovate Comcon.

Só nos primeiros três meses do ano, cada internauta consumiu, em média, cerca de 690 rublos (quase US$ 12), entre jogos, filmes, softwares, livros e outros tipos de conteúdo on-line.

“Esse aumento pode ser explicado do ponto de vista de fatores econômicos”, diz Tatiana Komissárova, reitora da Faculdade de Marketing da Escola Superior da Economia da Rússia.

A ideia é que, como o custo na internet é menor do que o de produtos similares nas lojas, os russos têm a possibilidade de economizar dinheiro ao comprar pela rede.

Campões de consumo na internet:

46% em jogos

42% em apps para smartphones ou tablets

30% em softwares

Fonte: Synovate Comcon

“O poder aquisitivo da população caiu 7%. Já a inflação, prevista pelo Banco Central da Rússia, é de cerca de 14%, e os salários dos russos não foram revisados”, acrescenta Komissárova. 

Guêrman Klimenko, diretor e proprietário do Liveinternet.ru, um dos maiores serviços de blog na Rússia, também concorda que a economia vem influenciando os hábitos de consumo da população.

“Sem dúvida, o aumento das compras pela internet se deve, sobretudo, ao enfraquecimento do rublo. Por exemplo, os preços de conteúdo na internet em rublos não cresceram”, diz.

Desde meados de 2014, o rublo russo perdeu cerca de 50% do seu valor em relação ao dólar americano. Mas, apesar das condições econômicas difíceis, o mercado de compras on-line mostrar potencial para manter um crescimento constante.

“Esse mercado é interessante para os investidores. Na minha opinião, o crescimento do mercado de smartphones levará, por exemplo, a um aumento inevitável no setor de jogos para celulares”, diz o analista da holding de investimentos Finam, Timur Nigmatúllin.

Do tamanho da Rússia

De acordo com PayOnline.ru, o volume da indústria global de comércio eletrônico gira em torno de US$ 1 trilhão. Só o mercado russo corresponde a US$ 33,6 bilhões.

Os sistemas de pagamento CyberPlat e Webmoney foram os primeiros a aparecer na Rússia, em 1997. Mas o crescimento significativo do setor começou apenas em meados dos anos 2000.

O aumento dos investimentos em 2010 e 2011 foi impulsionado pelas bem-sucedidas inclusões do buscador Yandex e do gigante de tecnologia de informação Mail.ru Group na bolsa de valores internacional.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.