Juventude do Brics pode receber apoio de Novo Banco

Isenção de vistos "fortalece por si só cooperação cultural e humanitária", diz representante da juventude russa no fórum. Foto: ufa2015.ru

Isenção de vistos "fortalece por si só cooperação cultural e humanitária", diz representante da juventude russa no fórum. Foto: ufa2015.ru

Fórum de jovens líderes do grupo desenvolve resoluções para serem apresentadas até quarta-feira (29). Entre essas, estarão o Banco de Ideias, com projetos de inovação que poderiam receber apoio do Novo Banco de Desenvolvimento do Brics, a isenção de vistos e um roteiro de projetos conjuntos.

O primeiro Fórum da Juventude do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) e da Organização para Cooperação de Xangai (Índia, Cazaquistão, Quirguistão, China, Paquistão, Rússia, Tadjiquistão e Uzbequistão), que se iniciou no domingo (26) e dura até quarta-feira na cidade russa de Ufá, já começa a mostrar os primeiros resultados. 

Além da discussão acerca dos resultados da Cúpula do Brics, e da elaboração de um roteiro de trabalho para projetos conjuntos, os jovens com idades entre 20 e 35 anos que integram o evento já propuseram a eliminação do regime de vistos entre os países-membros dos grupos e a criação de um "Banco de Ideias" que poderia até receber apoio do Novo Banco de Desenvolvimento do Brics.

"[Projetos de inovação do 'Banco de Ideias'] serão analisados por especialistas e, possivelmente, no futuro, quando o Banco de Desenvolvimento do Brics avançar, esses projetos poderão receber apoio", disse a representante da Comissão da Câmara Pública para Desenvolvimento Diplomático e Apoio a Russos no Exterior, Elena Sutormina.

A proposta de isenção de visto entre os países participantes também entrará no relatório de resoluções finais dos jovens líderes, de acordo com o chefe da União Russa da Juventude, Pável Krasnorutski.

Segundo ele, a medida "permitiria que jovens entre 14 e 30 anos de idade visitassem livremente os países, fortalecendo por si só a cooperação cultural e humanitária".

Os participantes do fórum colocaram como meta cinco tendências a serem seguidas, a partir da sigla "Brics": Business (negócios), Responsability (responsabilidade), Innovation (inovação), Cooperation (cooperação) e Science (ciências).  

Os jovens líderes também analisam a questão da "formação de um espaço comum de informação na esfera das atividades juvenis dos países-membros dessas comunidades", segundo Lia Gubaidullina, assessora de imprensa do Ministério de Políticas Juvenis e Esportes da república russa da Bachquíria, onde ocorre o evento.

Além de jovens líderes dos países do Brics e da Organização para Cooperação de Xangai, também participam convidados da Coreia do Sul.

O fórum é organizado pela União Russa da Juventude, pelo governo da Bachquíria, pela agência federal de apoio a nacionais no exterior Rossotrudnitchestvo e pela Câmara Pública da Rússia.

Organização para Cooperação de Xangai 

É um organismo internacional  fundado em 14 de junho de 1996. Sua finalidade principal é a cooperação para a segurança (em especial, quanto ao terrorismo, separatismo e extremismo), embora também trate de temas de cooperação econômica e cultural.

Com material da agência Tass e do canal EuroNews.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.

Leia mais