Durante a reunião da comissão executiva do Comitê Olímpico Internacional (COI), em São Petersburgo, na última quinta-feira (30), a Rússia apresentou os modelos das medalhas que serão distribuídas nas Olimpíadas e Paralimpíadas de Inverno no ano que vem.

Os designers das medalhas olímpicas receberam a orientação de gravar em um pequeno pedaço de metal todas as imagens vivas e memoráveis ​​associadas à Rússia.

“As medalhas são os troféus mais importantes e mais cobiçados pelos atletas que participam dos Jogos”, disse o presidente do Comitê Organizador Sôtchi-2014, Dmítri Chernishenko, durante a apresentação. “Fizemos o possível para que as medalhas olímpicas reflitam o espírito da nova Rússia, mas também apresentem os símbolos e ornamentos nacionais conhecidos no mundo inteiro.”

O concurso para selecionar o modelo das medalhas teve a participação de agências de publicidade, casas de joalheria e designers renomados, tanto nacionais como estrangeiros. O projeto apresentado pela agência de publicidade Leo Burnett foi o vencedor da disputa.

Patchwork russo

A colcha de retalhos, principal elemento da identidade visual dos Jogos Olímpicos de Sôtchi, foi elaborada pela empresa Bosco e combina os 16 ornamentos mais famosos da Rússia.

As láureas possuem uma textura no estilo de colcha de retalhos representando os ornamentos de todas as regiões do país. Os raios do Sol são refratados pelos cumes das montanhas cobertos de neve, enquanto o mar quente convive com o gelo. As medalhas possuem uma inserção de vidro policarbonato transparente e uma película de metais preciosos.

A medalha de ouro pesa 531 gramas, a de prata, 525 gramas, e a de bronze, 460.  As paralímpicas também possuem inscrições em braile e pesam entre 585 e 686 gramas. Até o evento, serão produzidas cerca de 1.300 medalhas, um número recorde na história dos Jogos Olímpicos de Inverno.

A fabricação dos trofeus ficará por conta da empresa de joalheria Adamas. “Utilizamos na fabricação de medalhas a tecnologia mais avançada usada na indústria aeroespacial”, disse o presidente do conselho de administração da Adamas, Andrêi Sidorenko. Cada medalha leva até 18 horas para ficar pronta.

As medalhas olímpicas foram apresentadas pela campeã olímpica de patinação de velocidade, Svetlana Júrova. “Acho que a ideia geral e o design do projeto são muito bons. As inserções de policarbonato tornam as medalhas mais leves”, disse a atleta após a cerimônia. “Essas medalhas não deixam nenhumas dúvidas de que são dos Jogos Olímpicos de Inverno realizados na Rússia, pois trazem todos as tradições originais do país”, finalizou Júrova.

 

Com materiais da Ria Nóvosti, Rossiyskaya Gazeta, Gazeta.ru e Rbk Daily